PUBLICIDADE

- INVISÍVEL

Jovem recebe mensagem inesperada

A estudante Naomi Lucking estava na biblioteca de sua Universidade, quando recebeu uma inusitada “mensagem de Whatsapp” a convidando para um encontro.

Uma folha dobrada como um envelope imitava a aparência de um smartphone, e avisava: havia uma nova mensagem no ‘aplicativo’. Para abrir a carta, bastava “desdobrar” o papel. Ao abrir o “aparelho”, a jovem encontrou uma “mensagem” enviada por um desconhecido. “Desculpe por atrapalhar seus estudos, mas eu realmente preciso perguntar… você gostaria de tomar um café comigo qualquer dia desses?”. Logo abaixo da pergunta, os dois tiques avisavam que a mensagem havia sido “recebida” e “lida”.

(Foto: divulgação)

(Foto: divulgação)

Ao final do chat, duas respostas possíveis como sugestão: “Claro! Por que não? A vida é curta” e “Não, obrigada! Eu tenho um namorado de 2 metros de altura”. O detalhismo do rapaz, identificado apenas como Alfonso, de 25 anos, foi tanto que ele se preocupou em desenhar ícones da bateria do celular, sinal de wi-fi, além da informação sobre a carga de bateria. O estudante ainda aproveitou para anotar o número de seu telefone.

Apesar da investida criativa, a moça não aceitou o convite e postou a foto no Twitter, chamando a experiência de “a mais estranha” de sua vida. “Um rapaz na biblioteca me entregou isso e foi a experiência mais estranha da minha vida. Nota dez pela criatividade”. Até agora as fotos foram retuitadas mais de 31 mil vezes e receberam mais de 33 mil curtidas.

Acostumado a escrever cartas de amor, Alfonso afirma que não ficou triste com a resposta, mas surpreso quando começou a receber ligações de várias partes do mundo. Ao postar a foto, Naomi deixou visível o telefone informado pelo pretendente. Ainda assim, o jovem viu o lado positivo e ainda combinou de sair com uma pessoa, embora nada esteja certo por enquanto.

Moral da história: Alfonso espera que sua história faça as pessoas notarem que um pedaço de papel, caneta e alguma criatividade podem fazer mais que computadores e smartphones. “Você pode começar algo grande”, diz ele.