PUBLICIDADE

- INVISÍVEL

Por “indignidade”, Richthofen é excluída da herança dos pais

Suzane von Richthofen foi oficialmente excluída da herança dos pais, avaliada em torno de R$ 11 milhões. A sentença do juiz José Ernesto de Souza Bittencourt Rodrigues, da 1ª Vara da Família e Sucessões, saiu no dia 12 deste mês e considerou a acusada “indigna” da partilha dos bens. Dessa forma, todo o patrimônio será transferido a seu irmão, Andreas Albert.

A exclusão foi determinada em decisão judicial de 2011. Apenas neste mês, no entanto, foi oficializada pela Justiça de São Paulo. “Uma vez transitada em julgado, a sentença deste Juízo que determinou a exclusão, por indignidade, da herdeira Suzane Louise von Richthofen, relativamente ao bens deixados por seus pais, ora inventariados, defiro o pedido de adjudicação formulado pelo único herdeiro remanescente, Andreas Albert von Richthofen”, escreveu o juiz no texto.

Em outubro de 2014, Suzane já havia decidido abrir mão da disputa judicial que travava com o irmão pela herança da família. Em documento, ela informou que tinha interesse em retomar o contato com ele. A acusada está detida na Penitenciária de Tremembé, interior de São Paulo, onde se casou com a também detenta Sandra Regina Ruiz.