PUBLICIDADE

Diego Brigido

Diego Brigido: Nhangatu, a cerveja artesanal santista, já pode ser apreciada

A vencedora do concurso está disponível em um pub santista

Fotos: Guilherme Santi

Por Diego Brígido | @dibrigido

Santos ganhou uma cerveja para chamar de sua. Na verdade, a cidade é celeiro de produtores de cervejas e já têm muitos rótulos santistas nas gôndolas, geladeiras e taps da cidade e até fora daqui. Mas, desde a última quinta-feira (12), Nhangatu, a vencedora do concurso da cerveja artesanal santista, está engatada em uma das torneiras da Cervejaria Everbrew.

Em setembro do ano passado, um juri composto por três mulheres sommerlières – Aline Araújo, Gláucia Rodrigues e Júlia Reis – elegeu a Cerveja Artesanal Santista, em um concurso no qual concorreram 20 cervejeiros da região, com receitas inéditas.

O vencedor, Leandro Queiroz, produziu a Nhangatu, uma extra special bitter (um estilo inglês de cerveja) e foi premiado em uma festa na Estação do Valongo, que reuniu cervejeiros e convidados, no dia 29 de setembro.

Em fevereiro deste ano, a cerveja começou a ser produzida na fábrica da Everbrew, um brew pub santista, que acabou de conquistar quatro medalhas no principal festival de cervejas do Brasil. De acordo com Renê dos Santos Pinto, um dos sócios da cervejaria, foram cerca de 25 dias para produzir 500 litros da cerveja, que deve estar nos taps da casa por uns três meses, até que esgotem.

cerveja-artesanal-santista-nhangatu-producao

Leandro, não é pra menos, está animado com a conquista: “Em casa, sempre teve cerveja produzida por mim, mas eram os meus amigos que avaliavam. Eu me inscrevi no concurso pra ter um parecer profissional”.

Ele conta que melhor que ganhar o concurso é o fato de a cerveja ter sido produzida pela Everbrew. “Eu sou frequentador do pub e sempre imaginei como seria se um dia eu tivesse uma cerveja legalizada para comercializar”, confessa.

cerveja-artesanal-santista-nhangatu

O estilo inglês de produzir cerveja

O cervejeiro justifica a escolha pela extra special bitter, um estilo inglês de cerveja. “Esse estilo propõe um equilíbrio entre a doçura do malte e o amargor do lúpulo, que é o grande desafio para uma bebida com melhor drinkability, que seja mais fácil de beber”.

Leandro explica que essa cerveja tem uma mistura de diferentes tipos de maltes, que trazem notas de caramelo e toffee, responsáveis pela coloração âmbar, e um amargor potente, porém não tão perceptível, por causa da doçura do malte. “Não é um estilo muito produzido no Brasil, porque comercialmente é mais fácil vender ipa ou sour, que são cervejas melhores aceitas. Mas os estilos ingleses são bastante elegantes e equilibrados, por isso eu acho que a aceitação do público está sendo excelente”, finaliza.

A Nhangatu custa R$ 2,60 por cada 100 ml – a Everbrew mantém uma tecnologia de self machine, em que o próprio cliente se serve, em bicos controlados eletronicamente, e a cobrança é feita por quantidade no copo. Um copo de 300 ml vai custar em torno de R$ 7,80.

O Concurso Cerveja Artesanal Santista é uma idealização de Thaís Lyra, diretora criativa da Conec.tha, em parceria com o Lab 4D, com apoio da Prefeitura de Santos.

A Cervejaria Everbrew fica na Av. Siqueira Campos, 351 (Praça Palmares) e funciona de segunda a sexta, das 18h às 00h30; aos sábados, das 17h à 01h e domingos, das 17h às 23h.