PUBLICIDADE

2.0 - REGIÃO

Empresário admite ter pago R$ 10 milhões em propina à Petrobras

O presidente do conselho de administração da empreiteira Engevix, Cristiano Kok, admitiu que pagou cerca de R$ 10 milhões em propina para o doleiro Alberto Youssef no esquema de corrupção na Petrobras. Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, ele disse que foi “extorsão”, porque “os políticos aparelharam a Petrobras para arrancar dinheiro das empreiteiras”.

Segundo o empresário, foram de R$ 6 milhões a R$ 7 milhões em propinas num contrato de R$ 700 milhões da refinaria de Abreu e Lima, além de mais R$ 3 milhões na refinaria de Cubatão. Os valores foram pagos em prestações mensais para empresas de Alberto Youssef.