PUBLICIDADE

Região / Polícia

Minist√©rio P√ļblico de S√£o Paulo denuncia ‘Chip’ por matar PM da Rota em Santos

O crime aconteceu no dia 2 de fevereiro, no bairro do Bom Retiro. O promotor ainda solicitou que a pris√£o tempor√°ria do homem seja convertida em preventiva.

 

Foto: Reprodução

Da redação

O Minist√©rio P√ļblico do Estado de S√£o Paulo (MP-SP) denunciou, nesta segunda-feira (11), Kaique Coutinho do Nascimento, conhecido como “Chip”, integrante da fac√ß√£o criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), por matar o soldado Samuel Wesley Cosmo, que fazia parte da Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar. O crime aconteceu no dia 2 de fevereiro, no bairro Bom Retiro, em Santos.

Segundo o MP-SP, se a Justi√ßa aceitar os termos da den√ļncia, o acusado responder√° por organiza√ß√£o criminosa majorada pelo emprego de arma de fogo e por homic√≠dio com cinco qualificadoras (motivo torpe, finalidade de garantir a impunidade de outros delitos, impossibilidade de defesa da v√≠tima, crime contra agente de seguran√ßa p√ļblica e uso de armamento restrito).

Os autos indicam que a v√≠tima, na companhia de outros policiais militares, patrulhava a √°rea para combater o tr√°fico de drogas quando foi surpreendida em uma viela pelo denunciado, que atirou em seu rosto usando uma pistola 9mm. Para a Promotoria do J√ļri de Santos, o assassinato ocorreu para assegurar a impunidade pelos crimes de tr√°fico de drogas e porte ilegal de arma de fogo praticados pelo acusado, que fugiu do local e somente foi detido dias depois, no Estado de Minas Gerais.

Na den√ļncia, o promotor ainda solicitou que a pris√£o tempor√°ria do homem seja convertida em preventiva.

O caso

Foto: Reprodução

Samuel Wesley Cosmo patrulhava com uma equipe da Rota no Caminho da Capela, no Rádio Clube, quando se separou dos outros agentes e entrou em um beco, onde foi baleado no olho por Chip. O agente foi levado à Santa Casa de Santos, mas não resistiu aos ferimentos.

Ap√≥s o crime, Kaique Coutinho fugiu para Minas Gerais e foi capturado no dia 14 de fevereiro, em Uberl√Ęndia.

Operação Verão

Foto: Divulgação / SSP

Durante a Opera√ß√£o Ver√£o na Baixada Santista, iniciativa voltada ao combate √† criminalidade e a garantia da seguran√ßa da popula√ß√£o, 881 suspeitos foram presos, incluindo 337 procurados pela Justi√ßa. Al√©m disso, foram apreendidos 625 quilos de drogas e 90 armas ilegais, incluindo fuzis de uso restrito. At√© o momento, 43 pessoas morreram em confronto com a pol√≠cia. Segundo a SSP, todos os casos s√£o investigados pela Pol√≠cia Civil e Militar, com acompanhamento do Minist√©rio P√ļblico e Poder Judici√°rio.

A a√ß√£o policial foi desencadeada no dia 18 de dezembro do ano passado. Por√©m, a 2¬į e 3¬į fase dela, que desencadeou um grande refor√ßo policial, aconteceram ap√≥s a morte de Cosmo.