PUBLICIDADE

Região / Polícia

Operação Verão chega a 51 mortos em confronto com a polícia

Dois homens morreram no bairro Saboó e Morro do Tetéu, em Santos, e um no bairro Santa Rosa, no Guarujá. 

 

Foto: Guaruj√° Mil Grau

Por Vinícius Farias 

A Operação Verão chegou a 51 mortos em confronto com a polícia nesta sexta-feira (22). A ação policial está em vigor há 49 dias e não tem data para acabar, segundo o Governo de São Paulo. 

49¬į morte

Um homem, de 21 anos, morreu e outro, de 20, foi baleado durante uma troca de tiros com agentes da Polícia Militar (PM), na madrugada desta sexta-feira (22), na Rua Maria Mercedes Féa, no bairro Saboó, em Santos.

De acordo com a Secretaria de Seguran√ßa P√ļblica de S√£o Paulo (SSP), os PMs foram verificar uma den√ļncia de tr√°fico de drogas no local, quando viram tr√™s homens em atitude suspeita. Conforme a pasta estadual, ao perceber a aproxima√ß√£o dos agentes, um deles¬† apontou uma arma para os policiais, que revidaram.¬†

Houve troca de tiros e os indivíduos foram baleados. Um deles foi identificado como Matheus Souza Santos, de 21 anos. Ele foi socorrido e levado à Santa Casa de Santos, mas não resistiu. Com ele, a polícia apreendeu um revólver calibre 357, rádios comunicadores, R$939 e uma mochila com ecstasy, haxixe, skunk, cocaína e maconha.

O outro, de 20, foi encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Central. Ele confessou que estava traficando drogas e foi baleado na fuga. Após o atendimento médico, ele foi levado para a delegacia, onde permanece à disposição da Justiça.

Vídeo: Reprodução

Em um  vídeo obtido pela reportagem é possível ver tudo que foi apreendido. (veja o vídeo acima) 

Foram solicitados exames periciais ao Instituto de Criminal√≠stica (IC) e Instituto M√©dico Legal (IML). O caso foi registrado como morte decorrente de interven√ß√£o policial, tr√°fico e associa√ß√£o para o tr√°fico de drogas, les√£o corporal decorrente de interven√ß√£o policial e tentativa de homic√≠dio no 5¬į Distrito Policial (DP) de Santos.

50¬į morte¬†

 

No mesmo dia, no Morro do Tet√©u, policiais do 5¬į Batalh√£o de Pol√≠cia de Choque (5¬į BPChq) encontraram tr√™s homens, sendo dois armados, em atitude suspeita pela Rua das Pedras.

Conforme a polícia, um dos indivíduos se assustou e, com isso, os comparsas sacaram as armas e apontaram para os PMs, que atiraram. Um homem, de 25 anos, foi atingido e morreu. 

De acordo com a corpora√ß√£o, foram encontradas uma arma calibre 9 mm e uma mochila com 545 por√ß√Ķes de maconha, 279 pinos de coca√≠na, 91 pedras de crack, 13 frascos de lan√ßa-perfume, R$ 2.119, al√©m de outros objetos utilizados para anota√ß√Ķes, comunica√ß√£o e pagamentos.

Outro suspeito deitou no chão e se entregou. O terceiro foi baleado, mas conseguiu escapar. Durante a fuga, ele deixou uma pistola glock calibre 9 mm, que foi apreendida. 

Durante diligências para encontrar o indivíduo, os agentes foram informados onde ele estava. O suspeito foi encontrado baleado e levado à Santa Casa de Santos. 

51¬į morte

O caso ocorreu na tarde desta sexta-feira (22), por volta de 15h30, no bairro Santa Rosa, em Guaruj√°. De acordo com a SSP, um homem, ainda n√£o identificado, entrou em confronto com policiais militares do 5¬ļ Batalh√£o de A√ß√Ķes Especiais de Pol√≠cia (Baep). Os agentes receberam uma den√ļncia sobre uma ‘casa bomba’, na Rua Manoel Penelas e foram averiguar.¬†

Ao chegar, os agentes constaram que o local era uma habitação coletiva, com vários quartos. Segundo a pasta estadual, em um deles, o suspeito saiu armado e fez menção de atirar contra os PMs, que atiraram primeiro e atingiram ele. 

Os policiais acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que constatou a morte dele. 

De acordo com a pol√≠cia, o local era usado para o armazenamento de drogas e armas. Foram apreendidas uma submetralhadora, uma pistola, 20 cartuchos e um tijolo de maconha. As armas, o fuzil e as muni√ß√Ķes utilizadas pelos policiais tamb√©m foram apreendidas.¬†

O caso foi registrado como tentativa de homicídio, tráfico de drogas e morte decorrente de intervenção policial na Delegacia do Guarujá.

3¬į fase da Opera√ß√£o Ver√£o

Foto: Reprodução

 

Durante a Opera√ß√£o Ver√£o na Baixada Santista, iniciativa voltada ao combate √† criminalidade e a garantia da seguran√ßa da popula√ß√£o, 967 suspeitos foram presos, incluindo 384 procurados pela Justi√ßa. Al√©m disso, foram apreendidos 941,6 quilos de drogas e 103 armas ilegais, incluindo fuzis de uso restrito. At√© o momento, 51 pessoas morreram em confronto com a pol√≠cia. Segundo a SSP, todos os casos de mortes em confronto s√£o rigorosamente investigados pela Pol√≠cia Civil e Militar, com acompanhamento do Minist√©rio P√ļblico e Poder Judici√°rio.

A a√ß√£o policial foi desencadeada no dia 18 de dezembro do ano passado. Por√©m, a 2¬į e 3¬į fase dela, que desencadeou um grande refor√ßo policial, aconteceram ap√≥s a morte do soldado da Rota, Samuel Wesley Cosmo, no dia 2 de fevereiro, em Santos. Ka√≠que Coutinho do Nascimento, conhecido como ‚ÄúChip‚ÄĚ, de 21 anos, foi preso em Uberl√Ęndia, Minas Gerais, e √© acusado de matar o agente.