PUBLICIDADE

Região / Polícia

Polícia Civil esclarece tentativa de latrocínio contra PMs e prende um suspeito em Cubatão

Da Redação

Policiais do 1¬ļ Distrito Policial de Cubat√£o, capturaram na manh√£ desta segunda¬† (29), um homem de 21 anos no bairro Vila Siri, um suspeito de ter participado de um latroc√≠nio tentado contra dois policiais militares que estavam de folga, no √ļltimo dia 16 de novembro.

Na ocasi√£o, os policiais militares estavam retornando de uma caminhada, e ap√≥s embarcarem em seu ve√≠culo, na Estrada Perequ√™, situada no Distrito Industrial de Cubat√£o, foram abordados por tr√™s indiv√≠duos, um deles portando arma de fogo, os quais, mediante grave amea√ßa, anunciaram o roubo. O policial militar (41 anos) desembarcou do ve√≠culo, momento em que foi alvejado por v√°rios disparos de arma de fogo realizados por um dos suspeitos. A outra policial (31) desferiu um tiro na dire√ß√£o dos indiv√≠duos, por√©m eles conseguiram fugir. A v√≠tima foi socorrida, foi submetida √† interven√ß√£o cir√ļrgica e conseguiu sobreviver.

Durante a fuga, os três indivíduos ainda abordaram uma terceira vítima (um homem de 34 anos) que trafegava pela estrada, próximo ao parque ecológico. Ele foi ameaçado mediante arma de fogo a acompanharem os suspeitos até um bairro próximo ao local, onde desembarcaram, subtraindo o seu celular.

Ao tomarem conhecimento da ocorrência, os investigadores iniciaram imediatamente as diligências, e após intensa ação de campo e utilização dos serviços de inteligência policial, conseguiram identificar dois suspeitos (ambos com 21 anos de idade). O Delegado de Polícia responsável representou pela expedição de mandado de prisão temporária dos suspeitos e de busca e apreensão, deferido pelo Poder Judiciário.

Hoje, a equipe de policiais civis realizou diligências, apurou a localização de um dos suspeitos, e conseguiram capturá-lo. Em sua residência foi apreendido um coldre, dois aparelhos de telefone celular a valores em dinheiro. O indivíduo foi prontamente reconhecido pela policial militar. Interrogado, ele confessou a autoria do crime.

O material foi encaminhado à perícia para análise. Diligências prosseguem no sentido de capturar o outro indivíduo, e identificar o terceiro envolvido no crime.