PUBLICIDADE

Santos / Economia

Projeto de proibi√ß√£o sobre exporta√ß√Ķes de cargas vivas foi aprovado

O projeto de lei que pro√≠be o embarque e exporta√ß√£o de cargas vivas pelo Porto de Santos, no litoral de S√£o Paulo, foi aprovado em primeira discuss√£o durante a sess√£o na C√Ęmara Municipal na noite desta sexta-feira (23). Entidades que lutam pela defesa da vida animal levaram faixas, camisetas e acompanharam a vota√ß√£o.

O projeto √© do vereador Benedito Furtado (PSB), que tamb√©m √© presidente da Frente Parlamentar Regional do Bem Estar Animal. Antes da vota√ß√£o, o projeto recebeu parecer favor√°vel de todas as comiss√Ķes. Entidades que lutam pela defesa da vida animal levaram faixas, camisetas e acompanharam a vota√ß√£o.

A próxima sessão para discussão do projeto deverá acontecer na segunda-feira (26). O projeto prevê o fim do embarque de cargas vivas, exceto animais domésticos, no Porto de Santos. A movimentação desse tipo de carga causou polêmica quando 26 mil bois foram embarcados em um navio rumo a Turquia.

Cargas vivas

Entre 26 e 31 de janeiro, o cais do Ecoporto, na Margem Direita do complexo portu√°rio, recebeu os bois que eram criados em fazendas no interior paulista, distantes 500 quil√īmetros do litoral. Os animais foram comprados pela Turquia e o embarque no navio Nada, o maior do tipo no mundo, teve que ser suspenso por ordem judicial.

Essa foi a segunda opera√ß√£o com carga viva no cais santista ap√≥s 20 anos.¬†Ativistas ligados √† prote√ß√£o animal alegam que os bois s√£o v√≠timas de maus tratos. A prefeitura multou a empresa respons√°vel pelos bovinos, em¬†R$ 1,5 milh√£o, com essa mesma justificativa e, depois, em¬†R$ 2 milh√Ķes, por polui√ß√£o ambiental.

O navio com 25 mil cabe√ßas de gado a bordo recebeu autoriza√ß√£o para deixar o Porto de Santos ap√≥s determina√ß√£o da Justi√ßa Federal na noite do √ļltimo domingo (4). A decis√£o de urg√™ncia atendeu a um recurso da Advocacia-Geral da Uni√£o (AGU), que intercedeu no caso a pedido do Governo Federal.

 Fonte: G1