PUBLICIDADE

Santos / Festas Populares

Oito escolas de samba desfilam no segundo dia de Carnaval

Nesta sexta-feira (2), sete escolas passaram pela Passarela do Samba Dr√°uzio da Cruz.

 

Foto: Carlos Nogueira / Prefeitura de Santos

Da redação

Os desfiles das escolas de samba de Santos come√ßaram com tudo. Nesta sexta-feira (2), sete escolas passaram pela Passarela do Samba Dr√°uzio da Cruz. No s√°bado (3), oito agremia√ß√Ķes v√£o dar um verdadeiro show, para os amantes da festa mais brasileira do Mundo.

As escolas Imperatriz Alvinegra, Imp√©rio da Vila e Drag√Ķes da Castelo v√£o representar o Grupo de Acesso.

No Especial, Mocidade Independência, Unidos dos Morros, a atual campeã, Mocidade Amazonense, Sangue Jovem e Samba Brasil.

Grupo de Acesso

Imperatriz Alvinegra

Foto: Nathalia Filipe / Prefeitura de Santos

Criada em 14 de março de 2003, a Imperatriz Alvinegra surgiu a partir da fusão de duas escolas vicentinas: a Camisa Alvinegra e a Imperatriz da Ilha. A Escola tem em seu pavilhão as cores preto e branco e é simbolizada por um cavalo alado.

No Carnaval 2024, a Imperatriz Alvinegra vai prestar um tributo √† coirm√£ X-9, que completa 80 anos em 2024, com o enredo ‚ÄėUma epopeia gloriosa ‚Äď X9 a Pioneira‚Äô. O tema foi desenvolvido a partir de um argumento assinado de pr√≥prio punho pelo Marechal do Samba J. Muniz Jr., a pedido da escola. As origens, as grandes vit√≥rias, os baluartes e toda a contribui√ß√£o da homenageada √† hist√≥ria e √† vanguarda do carnaval de Santos e do Pa√≠s ser√£o lembradas durante o desfile.

Império da Vila

Foto: Isabela Carrari / Prefeitura de Santos

A escola de samba Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Império da Vila ou somente Império da Vila, teve sua origem como Vila Nova, em 2001, no bairro que leva o mesmo nome, tendo que esperar cinco anos para estrear devido à paralisação dos desfiles. Pisou na avenida, enfim, em 2006, na inauguração da Passarela do Samba Dráuzio da Cruz, com um enredo homenageando o próprio sambista. Em 2010, refundada, passou a se chamar Império da Vila, tendo como data oficial de fundação 12 de junho de 2010.

No Carnaval 2024, ela levar√° para o samb√≥dromo a hist√≥ria dos nordestinos que migraram para a cidade de Cubat√£o na d√©cada de 1970, com o enredo ‚ÄėOs imigrantes no ‘Vale da Vida‚Äô, Cubat√£o uma nova hist√≥ria‚Äô. A narrativa parte da chegada dos primeiros trabalhadores, passa pela forma√ß√£o das fam√≠lias e sua rela√ß√£o com o progresso e a revitaliza√ß√£o ambiental e encerra celebrando a integra√ß√£o da comunidade √†s festas e √†s conquistas que hoje orgulham o povo cubatense.

Drag√Ķes da Castelo

Foto: Marcelo Martins / Prefeitura de Santos

Centro Cultural Escola de Samba Drag√Ķes do Castelo, estreou no carnaval de Santos em 2011. Sua origem remete √† extinta CCES Metropolitana (2006-2010), da qual herdou as cores vermelho, preto e branco e a vaga no grupo de acesso. Fundada em 3 de julho de 2010, a escola conquistou sua melhor coloca√ß√£o com o enredo ‚ÄėO Grande Circo Imagin√°rio‚Äô, em 2014. O tema que garantiu o vice-campeonato do grupo de acesso n√£o s√≥ retratou a vida nos picadeiros como tamb√©m rendeu homenagens a outros artistas, como os Doutores da Alegria, por seu trabalho nos hospitais.

Com o enredo ‚ÄėO Maioral do Samba – Daniel Feijoada‚Äô, a Drag√Ķes do Castelo vai contar no Santos Carnaval 2024 a hist√≥ria de um dos sambistas mais celebrados de Santos, o saudoso Daniel Dias do Nascimento, mais conhecido como Daniel Feijoada. Estivador e um bamba nato, foi baliza, passista, batuqueiro, porta-estandarte, compositor e partideiro, come√ßando na extinta Novo Horizonte e depois consagrando-se na ‚ÄėCampeon√≠ssima‚Äô Brasil. O samba foi escrito por Toninho 44. O int√©rprete oficial √© M√°rcio Fran√ßa.

Grupo Especial 

Mocidade Independência 

Foto: Prefeitura de Santos

Originalmente fundada em 17 de junho de 2008 como Mocidade Dependente do Samba, a agremia√ß√£o fundiu-se com a Independ√™ncia do Casqueiro (maior vencedora da hist√≥ria do carnaval de Cubat√£o, com 20 t√≠tulos) ap√≥s o carnaval de 2020. Garantiu a subida ao grupo especial em 2018, com o enredo ‚ÄėSansakroma… A Luz da Ra√ßa, Resist√™ncia e Cultura‚Äô, assinado pelo ent√£o carnavalesco Michael Smith, posi√ß√£o onde a escola permanece at√© hoje. A Mocidade Independ√™ncia, no ano passado, com um enredo em homenagem a Chico Anysio, ficou em 5¬ļ lugar no grupo especial.

Com o enredo ‚ÄėFestan√ßa no Mangang√° – Em uma noite de folia, √© o forr√≥ que contagia!‚Äô, a Independ√™ncia vai apresentar a riqueza das manifesta√ß√Ķes culturais nordestinas, inspirada por uma de suas can√ß√Ķes mais marcantes: ‚ÄėFeira de Mangaio‚Äô, de Sivuca e Glorinha Gadelha, eternizada na voz de Clara Nunes. A proposta √© mostrar os costumes que fazem do nordestino um povo alegre, travesso, arretado e merecedor de todas as homenagens.

Unidos dos Morros

Foto: Isabela Carrari / Prefeitura de Santos

O Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Unidos dos Morros, também conhecido como Unidos dos Morros, é originário do Morro da Nova Cintra. Fundada em 28 de janeiro de 1978, a escola tem em seu pavilhão as cores azul, verde e branco. Atual bicampeã do Carnaval Santista, comemorou o título em 2023 apresentando uma homenagem ao empresário português radicado em Santos, Armênio Mendes.

Para o carnaval de 2024, a escola tenta buscar o tricampeonato levando √† Passarela do Samba Dr√°uzio da Cruz as lendas e a voca√ß√£o m√≠stica que envolve a cidade de Peru√≠be (SP), com o enredo ‚ÄėL√° em Peru√≠be, Reza A Lenda Que…‚Äô. Tradi√ß√Ķes da cultura ind√≠gena, ru√≠nas que se revelam em meio √†s belas paisagens, seres fant√°sticos, lama com poderes medicinais, tesouros e at√© discos voadores s√£o parte da narrativa que a escola pretende explorar no desfile.

Mocidade Amazonense

Foto: Prefeitura de Santos

Fundado em 25 de dezembro de 1972, o Gr√™mio Recreativo Cultural Escola de Samba Mocidade Amazonense, tamb√©m chamado de Mocidade Amazonense, √© uma escola de samba da cidade de Guaruj√° que participa dos desfiles de Santos. Surgiu a partir de um time de futebol do bairro Vicente de Carvalho, o Amazonas FC. O grupo tamb√©m se reunia na antiga Pra√ßa da Alegria e com frequ√™ncia organizava o chamado ‚Äėsamba de esquina‚Äô, que acabou por dar origem √† agremia√ß√£o.

A √ļltima conquista da escola, em 2009, deu-se com o enredo Amazonas, Manancial das √Āguas, ap√≥s uma apura√ß√£o acirrada, decidida em crit√©rio de desempate com a vice-campe√£, X-9.

Em 2024, a Mocidade Amazonense vai recontar na Passarela do Samba Dr√°uzio da Cruz o casamento entre os cangaceiros Maria Bonita e Lampi√£o. O enredo ‚ÄėUm Dia Pra L√° de Arretado!‚Äô narra com detalhes os preparativos, a cerim√īnia e a ‚Äėfestan√ßa‚Äô que sucedeu a entrega das alian√ßas, trazendo para a hist√≥ria tamb√©m personagens marcantes do Nordeste brasileiro como Padre C√≠cero e Mestre Vitalino.

Sangue Jovem

Foto: Divulgação / Prefeitura de Santos

O Grêmio Recreativo Cultural Torcida e Escola de Samba Sangue Jovem é uma escola de samba originária do bairro Vila Belmiro que uniu samba e torcida organizada. Fundada em 29 de março de 2000, seu símbolo não poderia ser outro: uma baleia. No seu pavilhão carrega as cores branco e preto.

A Sangue Jovem esperou seis anos para estrear no carnaval de Santos, pois enfrentou a paralisa√ß√£o de 2001 a 2005, mas compensou a espera estreando no grupo especial com o t√≠tulo. O enredo, na ocasi√£o, foi ‚ÄėSantos Futebol Clube: O Maior Espet√°culo da Terra‚Äô.

Em 2024, o enredo √© ‚ÄėA Esperan√ßa na F√© Que Move Montanhas‚Ķ A Sangue Jovem Vai Na F√©!‚Äô, que vai abordar a f√© como um s√≠mbolo da verdade, da confian√ßa e da devo√ß√£o. Al√©m de explorar o tema em suas diversas manifesta√ß√Ķes, quer mobilizar seus componentes para ‚Äėmover montanhas, superar o imposs√≠vel e realizar a miss√£o‚Äô de triunfar na avenida. Ser√£o 1.200 pessoas desfilando na passarela do samba, divididas em 15 alas, al√©m de tr√™s carros aleg√≥ricos.

Foto: Carlos Nogueira / Prefeitura de Santos

Fundado em 31 de mar√ßo de 1949, o Gr√™mio Recreativo Cultural Escola de Samba Brasil √© conhecido como ‚ÄėCampeon√≠ssima‚Äô devido √† conquista do octacampeonato no Carnaval Santista, entre os anos de 1956 e 1963. Dois anos antes, j√° havia realizado outro feito hist√≥rico: foi campe√£ do carnaval de Santos e do carnaval de S√£o Paulo, interrompendo uma s√©rie de quatro t√≠tulos da escola de samba Lavap√©s.

A ‚ÄėCampeon√≠ssima‚Äô ser√° a √ļltima escola do grupo especial a entrar na Passarela do Samba Dr√°uzio da Cruz, no segundo dia de desfiles, s√°bado (3). Com o enredo ‚ÄėA Brasil Traz os Grandes Imp√©rios, nas Garras do Tigre Paulistano‚Äô, a agremia√ß√£o vai contar sobre os imp√©rios que marcaram a hist√≥ria da humanidade e estende sua narrativa para o mundo do carnaval, homenageando tamb√©m uma das grandes escolas do carnaval paulistano: o Imp√©rio da Casa Verde.

O Gr√™mio Recreativo Cultural Escola de Samba Brasil vai entrar na avenida com mil componentes divididos em 12 alas, dois carros aleg√≥ricos e um quadrip√© ao som do samba-enredo ‚ÄėNas garras do tigre, o meu imp√©rio vem para firmar, brasileirar! A passarela se vestiu de azul e branco e a Brasil estende o manto para te exaltar!‚Äô.