4.2 // TURISMO 

Conhecida por seu turismo religioso, a cidade de Aparecida recebe milhares de romeiros todos os anos. Com uma movimentação maior, no dia 12 de outubro, milhares de pessoas vão até a cidade em busca conforto espiritual, renovação da fé e agradecimento. 

A cidade de Aparecida do Norte fica a 170 km de São Paulo e a viagem é feita, exclusivamente, pela Rodovia Ayrton Senna. Para quem vem de outros estados mais distantes, a melhor opção é pousar no Aeroporto de São Paulo ou de Campinas e seguir pela Rodovia. 

De acordo com a coordenadora do curso de Turismo da Universidade UNIVERITAS/UNG, Claudia Parra, Aparecida do Norte, na verdade, se chama apenas Aparecida. “O que causou o acréscimo do termo ‘do norte’ veio de uma estação de trem, chamada Estação de Ferro do Norte. Ao viajar para Aparecida, as pessoas precisavam ir até à estação, a qual gerou o apelido carinhoso para a cidade”, explica. 

Assistir à missa é parada obrigatória no santuário de Nossa Senhora Aparecida. Após terminar a cerimônia, acontece a benção dos objetos, na qual todos levantam chaves, documentos e roupas para benção do padre. Após a santa missa, acontece a confissão em duas etapas. Na primeira, o padre faz uma oração geral para todos os presentes, abençoando e perdoando a todos. A segunda etapa é para os que desejam se confessar em particular. 

O principal ponto turístico da cidade é a imagem original de Nossa Senhora Aparecida, que fica dentro da Basílica. Os Shoppings dos Romeiros, atrás do Santuário, são bastante movimentados e procurados, fazendo parte dos principais pontos turísticos. O local conta com cerca de 300 lojinhas de artigos religiosos, para comprar lembrancinhas da cidade. 

O bondinho é um importante meio de transporte que dá acesso ao Morro do Cruzeiro, onde costuma acontecer à via sacra. “Antes, a única opção era subir o morro a pé e, desde 2014, o bondinho é uma opção de transporte, com um visual maravilhoso do Santuário. Chegando ao topo, ainda é possível subir na torre do mirante em um elevador panorâmico. A vista é sensacional”, complementa Claudia Parra. 

Outro encanto e campo de penitência é a Passarela da Fé, que liga a Basílica antiga ao Santuário Nacional. Lá, é possível encontrar fiéis fazendo o trajeto de joelhos em demonstração de sua fé, o percurso tem mais de 392 metros. 

saiba antes via instagram @revistamaissantos