4.2 // TURISMO 

A Administração Federal de Receita Pública da Argentina (Afip) regulamentou o Imposto que cobra uma taxa de 30% sobre os gastos no Exterior para uma Argentina Inclusiva e Solidária, denominado como “Pais”. A decisão também inclui bilhetes aéreos.

Segundo a Panrotas, de acordo com o governo argentino, o objetivo é ajudar no fomento do desenvolvimento nacional com equidade e sustentabilidade fiscal. A cobrança será realizada sobre as transações realizadas a partir de 23 de dezembro de 2019.

No caso de viagens de ônibus para países vizinhos, os argentinos não terão que pagar o novo imposto, porém, o Buquebus (balsa que faz conexão com o Uruguai) será taxado.

saiba antes via instagram @revistamaissantos