4.2 // TURISMO 

Rota existe há quatro anos no em solo mineiro

Há quatro anos, a cidade de Alagoa (MG) oferece à população local e aos turistas a Rota do Queijo e do Azeite. Quem se interessa a conhecer a rota tem acesso ao melhor queijo e azeite produzido na região.

O turismo gastronômico é um dos principais atrativos para os visitantes estrangeiros que vão conhecer Minas Gerais. Segundo a Demanda Turística Internacional, em estudo realizado pelo Ministério do Turismo, entre os turistas internacionais que passaram pelo local, 97,3% aprovaram a gastronomia no estado mineiro no último ano.

A Rota do Queijo e do Azeite inclui visita aos olivais da Fazenda Cauré, onde é produzido o “Melhor Azeite do Hemisfério Sul”, de acordo com prêmio recebido na Expo Oliva, na Espanha, em maio de 2019. O roteiro também leva os turistas para conhecer a Fazenda 2M que coleciona inúmeras conquistas em premiações dentro ou fora do país.

Minas Gerais possui grande tradição em rotas turísticas que envolvem gastronomia.  Em 2018, um projeto estadual foi um dos vencedores do 1º Prêmio Nacional do Turismo, organizado em 2018 pelo MTur e o Conselho Nacional de Turismo. Já a Rota do Queijo Terroir Vertentes, que trabalha o desenvolvimento dos 23 municípios integrantes do Circuito Turístico Trilha dos Inconfidentes e Terroir Vertentes, levou o segundo lugar na categoria Turismo de Base Comunitária e Produção Associada ao Turismo.

A iniciativa premiada estimula a oferta de roteiros gastronômicos envolvendo pequenos produtores de queijo minas artesanal, de queijos finos e de queijo Reino, além de fomentar e valorizar a fabricação dos produtos em cidades do circuito.

O modo de produção artesanal de fazer queijo de minas nas regiões do Serro e das Serras da Canastra e do Salitre recebeu o título de Patrimônio Imaterial do Brasil (IPHAN).

saiba antes via instagram @revistamaissantos