4.2 // TURISMO 

Férias, verão e carnaval são momentos especiais para viagens. Nem todo mundo porém tem a companhia ideal disponível exatamente no mesmo período em que é possível “pegar a estrada”. Muitas pessoas desistem da ideia: afinal, viajar sozinha? Que graça tem? A influenciadora e empreendedora Mylene Tubero, do blog Poderosas de Batom (www.poderosasdebatom.com.br), destaca, no entanto, que vale a pena, sim, pegar a mala (ou mochila) e partir desacompanhada para uma deliciosa aventura. Para comprovar essa tese, ela aponta vários motivos que vão dar “aquela força” na hora de planejar o tão desejado roteiro.

Orçamento, destino e hospedagem a gosto

Já de saída, a grande vantagem é poder escolher o destino desejado. Não haverá ninguém para contrapor a escolha ou reclamar depois. O orçamento de transportes e da hospedagem será calculado de acordo com as possibilidades existentes e os horários da partida e dos programas não serão motivo de discussão.

Sem pressão e com muita liberdade

Sabe aquelas viagens em que é preciso correr e sair o tempo todo em roteiros milimetricamente discutidos e estabelecidos? Pode esquecer! Sozinha, é possível tirar um dia inteiro para apenas relaxar – ou, ao contrário, fugir dos preguiçosos demais e sair para bater perna horas a fio…

Surpresas bem-vindas

Estar só deixa a porta aberta para boas surpresas e conhecer novas pessoas, facilita a chegada de pessoas diferentes. Também permite aproveitar oportunidades, mudando de planos com grande liberdade, sem precisar discutir ou convencer alguém.

Sem defeitos

Amizades novas em viagens “não têm defeitos” já que em geral duram o breve tempo da estadia e dos passeios. Ou seja, o destaque é para os bons momentos, as boas relações.

Curtindo os momentos

Sem pressão, é possível curtir momentos de solidão para por aquela série em dia, ler um livro, andar tranquilamente, ou mesmo ficar em silêncio. Aquietar a mente é fundamental para a saúde mental.

Novas e – por que não? – intensas experiências

Estar sem ninguém conhecido permite reinventar-se, buscar melhorar comportamentos, vivenciar experiências novas, agir de formas diferentes do habitual. Por que não vencer a timidez e aproximar-se de pessoas interessantes? A ocasião permite viver mais natural (sem julgamentos de conhecidos) e intensamente, resgatando o melhor de si mesma. Claro, com os cuidados necessários em ambientes e com pessoas não conhecidas. O bom senso é fundamental nos dias de hoje.

Saudade faz bem

Um período distante do habitual, do conhecido e do rotineiro traz novas perspectivas de ação e de vida. Também provoca saudades das pessoas que são amadas, estimulando bons sentimentos, cultivando, para o retorno, ainda mais as amizade e os afetos.

Então… Onde fica a loja de passagens mais próxima?

saiba antes via instagram @revistamaissantos