REGIÃO 

Por Alexandre Piqui

Uma manifestação causa lentidão na Rodovia Cônego Domênico Rangoni, na altura do km 262 em Cubatão. De acordo com a Polícia Rodoviária, cerca de 40 caminhoneiros bloqueiam a entrada da empresa Cesari.

O protesto é organizado pelo Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos da Baixada Santista, a categoria exige mudanças para melhorar o sistema de operação no terminal. Segundo José Cícero Rodrigues Agra, diretor do Sindicam, os motoristas reclamam de atrasos nos pagamentos dos fretes, demora em mais de duas horas para carregar e descarregar contêineres vazios e a falta de estrutura no abrigo para espera. “Falta uma organização por parte da empresa, por isso o pessoal está irritado”, diz o sindicalista.

A Polícia Rodoviária acompanha os trabalhos, o trânsito na rodovia já está liberado. De acordo com a Ecovias, a lentidão foi do km 262 ao 264 em Cubatão.

Resposta da empresa

O MAIS SANTOS entrou em contato com a empresa e colocará a resposta na íntegra.

A Depotce (Depósito de Tank Containers Cesari Ltda) informa que o mencionado ato foi realizado sob a responsabilidade do SINDICAM – Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens da Baixada Santista e suas afiliadas, e teve como objetivo apresentar determinadas reinvindicações da categoria.

Cumpre esclarecer que tais reinvindicações serão, oportunamente, analisadas, tanto acerca de sua veracidade quanto da possiblidade de sua implementação.

O texto faz uma nota de repúdio aos transtornos causados à população de Cubatão pelos atos perpetrados pelo SINDICAM e suas afiliadas, que impediram o fluxo de veículos e pessoas na região, ocasionando prejuízos a todos.

Destaque-se, por oportuno, que, no mês de julho de 2019, o Poder Judiciário reconheceu a ilegalidade de atos semelhantes praticados pelo SINDICAM e suas afiliadas, na via de acesso à Depotce e demais empresas da região, por meio da decisão proferida na AÇÃO nº 100248691.2019.8.26.0157, que assim decidiu: “(…) Assim, em que pese à ampla liberdade de manifestação, a Constituição não autoriza que ela se dê em detrimento do uso e gozo da propriedade, da segurança e da liberdade de ir e vir daqueles que não pretendem participar dela”.

Na hipótese dos autos, conforme narra a inicial, é de conhecimento da Administração Pública que o Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens da Baixada Santista e Vale do Ribeira convocou, por prazo indeterminado, para o dia 12/07/2019, manifestações e deflagrou uma greve de caminhoneiros autônomos, reivindicando o retorno de operações diárias de trabalho, supostamente realizadas pelos caminhoneiros autônomos associados ao referido Sindicato.

 

 

Foto: Arquivo Pessoal/ Aparecido Joaquim Santana

 

saiba antes via instagram @revistamaissantos