REGIÃO 

Muita gente na praia e um início de tumulto. Uma cena que preocupa qualquer banhista que está com a família ou sozinho curtindo as férias. Foi o que aconteceu na tarde deste domingo em Pitangueiras, em Guarujá. NO registro feito em vídeo, ambulante e guardas-civis discutem e a confusão gerada termina em agressão.

De acordo com a Secretaria de Defesa e Convivência Social de Guarujá (Sedecon), houve denúncia de comércio irregular na praia e, por isso, foi realizada a abordagem a Ibou Ndiaye Loum, que, sem a posse de alvará ou qualquer tipo de licença, oferecia aos banhistas produtos eletroeletrônicos sem comprovação de origem, o que motivou a apreensão das mercadorias, conforme determina a legislação municipal.

A nota informa ainda que Loum reagiu, chegou a cuspir em um dos agentes da Guarda Civil Municipal, que a esta altura era hostilizada e ameaçada por funcionários de um quiosque e também um transeunte.

A Prefeitura de Guarujá confirma que, durante a confusão, um dos guardas agrediu o vendedor ambulante irregular. O caso foi encaminhado à Corregedoria da Guarda Civil Municipal, onde serão apuradas as circunstâncias da agressão e eventuais excessos individuais.

Até a conclusão deste processo, o agente em questão ficará afastado das atividades em campo, sendo deslocado para atendimento administrativo interno. O episódio foi registrado em Termo Circunstanciado lavrado na Delegacia Sede de Guarujá.

Em nota, a Prefeitura ressalta que este foi um fato isolado, na medida em que já foram registradas mais de 11.400 ocorrências referentes a práticas não regulamentadas pela legislação municipal, referentes ao ordenamento das praias, desde o início do verão, sendo este o único episódio do gênero até o momento.

 

(Foto: Reprodução)

saiba antes via instagram @revistamaissantos