REGIÃO 

Da redação

A Comissão dos Desempregados de Cubatão reunir diversas pessoas para um encontro na manhã desta sexta-feira (17), na sede do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil (Sintracomos). A ideia foi elaborar pautas para cobrar autoridades municipais, estaduais e federais sobre as mais de três mil pessoas sem emprego na cidade.

Segundo os organizadores, eles querem que a prefeitura e o governo estadual conversem com as administrações das empresas do polo industrial para aproveitá-los preferencialmente na abertura de eventuais vagas.

De acordo com o diretor financeiro do Sintracomos, Geraldino Cruz Nascimento, a organização dos desempregados tem apoio também dos sindicatos dos metalúrgicos e petroleiros.“Essa é uma luta de todos”, diz o sindicalista.

Encontros

Já são seis anos que milhares de pessoas se reúnem semanalmente no Centro de Cubatão em busca de uma nova oportunidade no mercado de trabalho. O movimento surgiu voluntariamente para impedir que empresas terceirizadas contratassem mão de obra de outras regiões.

O presidente do Sintracomos, ‘Macaé’ Marcos Braz de Oliveira, diz que o movimento não tem vínculo com partidos políticos. “A finalidade é acompanhar de perto as vagas abertas nas empreiteiras, para que sejam preenchidas com mão de obra local”, esclarece.

Foto: Divulgação

saiba antes via instagram @revistamaissantos