REGIÃO 

Da redação

Na manhã desta segunda-feira (27), mais de 50 trabalhadores de uma empresa terceirizada da Refinaria Presidente Bernardes de Cubatão (RBPC) pediram demissão. Eles se reuniram no Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) e disseram estar cansados de negociar com a empresa Allcontrol, responsável pelo serviço de instrumentação e de elétrica da unidade da estatal na região.

A situação vem sendo acompanhada pelo portal MAIS SANTOS, desde terça-feira (21), quando os terceirizados iniciaram uma greve. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, os salários foram reduzidos em até 50% e são pagos em atraso, o vale alimentação foi cortado e o plano de saúde oferecido não tem rede de atendimento adequada.

“Para se ter uma ideia, eletricistas que no contrato anterior, um ano antes, recebiam R$ 3.100,00 estavam recebendo R$ 1.830,00. Além disso, a empresa se recusa a reconhecer o Sindicato dos Metalúrgicos da Baixada Santista como representante legítimo da categoria, transferindo unilateralmente esse papel ao Sindicato dos Eletricitários de São Paulo, que nunca atuou no sistema Petrobras”, relata o presidente sindical Claudinei Rodrigues Gato.

Na última sexta-feira (24), os trabalhadores formaram uma comissão e subiram à Serra de ônibus para participar, em São Paulo, de uma audiência de conciliação na Justiça do Trabalho. Porém, o juiz não reconheceu o Sindicato dos Metalúrgicos como representante da categoria, definindo multa diária de 50 mil caso o movimento fosse mantido.

O magistrado ainda exigiu o retorno aos trabalhos nesta segunda-feira (27) e que os dias parados fossem compensados, para não descontar nos salários. Caso tudo isso fosse cumprido, o sindicato ficaria livre da multa estipulada.

 Demissão em massa

Não concordando com as decisões e sem diálogo com a empresa, os trabalhadores decidiram pedir demissão em massa.

“Trata-se do último recurso, extremo e corajoso, após muita mobilização e mediações frustradas na justiça, para enfrentar uma empresa aventureira que tem em suas mãos um contrato de cinco anos com a RPBC”, afirma Gato.

saiba antes via instagram @revistamaissantos