PUBLICIDADE

1.0 - SANTOS

Defesa Civil de Santos orienta 2,5 mil famílias em áreas de risco

O mês de Janeiro é tipicamente conhecido pelas fortes chuvas. Para quem mora nos morros vive sempre em constante expectativa sobre possíveis sinais de deslizamentos. Por isso, a Defesa Civil de Santos tem orientado as famílias desde o Dezembro. De acordo com a Prefeitura, duas mil e quinhentas residências localizadas nas áreas de risco já foram comunicadas sobre os perigos e a expectativa é que 3,5 mil sejam abrangidas com este trabalho.

‚ÄúNeste per√≠odo do ano, intensificamos o contato com a popula√ß√£o para chegarmos antes das ocorr√™ncias‚ÄĚ, explica o ge√≥logo Marcos Bendini, um dos profissionais em a√ß√£o pela Defesa Civil.

‚ÄúPedimos para as pessoas ficarem atentas a qualquer altera√ß√£o em casa ou nos lugares por onde se deslocam. Queremos que tomem atitude diante das situa√ß√Ķes e entrem em contato conosco‚ÄĚ, complementou.

De acordo com a Defesa Civil de Santos, as orienta√ß√Ķes aos moradores integram o Plano Preventivo de Defesa Civil (PPDC). Para receber alertas por celular, basta enviar o CEP por SMS para o n√ļmero 40199. Em caso de emerg√™ncia, o mun√≠cipe dele ligar para a Defesa Civil pelo telefone 199.

Primeiros sinais de perigo

  • No solo: trincas no terreno, degraus de abatimento ou rachaduras
  • Em casa: trincas novas no piso ou nas paredes, ou muros estufados
  • Inclina√ß√£o de √°rvores, postes ou muros
  • Valas e surg√™ncias d’√°gua com colora√ß√£o mais barrenta que o normal
  • Estalos ou aumento das trincas em blocos ou pared√Ķes rochosos

Para n√£o contribuir com deslizamentos

  • Mantenha a vegeta√ß√£o nativa nas encostas
  • N√£o jogue ou desvie √°gua de tanques, pias ou chuveiros para as encostas
  • N√£o descarte lixo nas encostas.

(Foto: Divulgação/Prefeitura)