1.7 // ESPORTE 

A seleção portuguesa precisou sofrer para empatar com o Irã por 1 a 1, na tarde desta segunda-feira (25), e se garantir na próxima fase da competição.

Em um primeiro tempo de pouca inspiração das duas equipes, coube a Ricardo Quaresma abrir o placar, aos 44 minutos. O atacante acertou um lindo chute de trivela, no ângulo do goleiro iraniano.

Toda a emoção da partida estava reservada para a segunda etapa. Logo aos 4 minutos, Cristiano Ronaldo caiu na área e pediu pênalti. O árbitro consultou o VAR e marcou. Na cobrança, o próprio Cristiano Ronaldo bateu, nas mãos do goleiro.

Daí em diante, as melhores oportunidades foram dos asiáticos. Até que, aos 44, Azmoun cabeceou a bola na mão de Cédric. O juiz, com auxílio do VAR, assinalou a penalidade. Na cobrança, Ansarifard cobrou e empatou a partida. Mais um gol e os iranianos se classificariam e deixariam Portugal de fora.

Dois minutos depois, o sonho iraniano quase se realizou. Taremi recebeu dentro da área e, na saída de Rui Patrício, mandou uma bomba para fora.

Com o empate, a seleção portuguesa terminou em segundo do grupo B, com os mesmos cinco pontos da Espanha, que levava vantagem pela quantidade de gols marcados.

Nas oitavas de final, Portugal enfrenta o Uruguai no sábado (30), às 11 horas (de Brasília), no Estádio Olímpico de Sochi. Quem perder, vai para casa mais cedo, assim como o Irã.

saiba antes via instagram @revistamaissantos