COTIDIANOSANTOS 

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) apresentou a proposta de redução média de 7,47% nas contas de luz da CPFL Piratininga em uma audiência pública promovida nesta quinta-feira (22), na Associação Comercial de Santos (ACS).

De acordo com a presidente da Aneel, Elisa Bastos, a reunião realizada nesta tarde foi considerável boa. “A Aneel vem fazendo um trabalho ao longo dos anos para desonerar a tarifa. Temos feito com muita transparência todas essas audiências públicas, tentando chamar o máximo de consumidores para participar”.

Se não houver mudanças nos próximos encontros, a partir do dia 23 de outubro, os clientes residenciais terão uma redução de 10,14%. Já para os consumidores atendidos em alta tensão, como indústrias e grandes varejistas, a tarifa terá uma redução de 2,70%.

O reajuste faz parte da revisão feita pelo órgão federal a cada quatro anos com base nos investimentos realizados pela distribuidora de energia no período. A Agência tem um banco de dados que computa quanto foi investido pela empresa e, ainda, o preço da energia comprada e os custos da transmissão.

Até o dia 7 de setembro, presencialmente ou por e-mail, consumidores, conselhos e órgãos – voltados para o interesse da população, comércios e indústrias – poderão se manifestar em relação à qualidade do serviço prestado pela concessionária.

As opiniões e sugestões serão avaliadas por técnicos da Aneel junto ao processo de revisão tarifária. As informações serão consideradas para a Agência Nacional determinar qual será, de fato, o reajuste nas contas.

A CPFL Piratininga atende 4 milhões de pessoas em 27 municípios do Estado de São Paulo.

saiba antes via instagram @revistamaissantos