PUBLICIDADE

Santos / Economia

Prefeitura de Santos não sabe informar quantos comércios fecharam neste ano

 

Da Redação

Os comerciantes de Santos aguardam pelo momento de reabrir os estabelecimentos, fechados desde o dia 20 de março, por conta do isolamento social, devido ao coronavírus. A expectativa é que isso possa acontecer nesta semana, depois do anuncio da reclassificação da região que passa para a Fase 2 – Laranja, permitindo mais flexibilização para a retomada das atividades.

Porém, muitos donos de estabelecimentos enfrentam uma crise financeira, fato impactado também na queda de receita tributária do Município, conforme informa à Prefeitura de Santos.

Para diminuir os prejuízos gerados pela pandemia, a administração municipal prepara um plano de reabertura dos estabelecimentos empresariais e estímulo para a retomada da economia santista, que deverá abranger as atividades econômicas em geral.

O Plano Municipal deverá garantir medidas fiscais, para facilitar a recuperação do setor privado e ao mesmo tempo assegurar o equilíbrio entre receita e despesa do Município, para manter o funcionamento adequado dos serviços públicos.

Ao portal Mais Santos, a Prefeitura informou por nota que tem discutido com os segmentos produtivos para definir as estratégias e as formas de retomada das atividades com segurança, acrescentando medidas de distanciamento, uso de máscaras, higienização, entre outras ações necessárias indicadas por especialistas. A forma e a intensidade do plano, para que seja colocado em prática, depende de como a doença vai se comportar na Cidade e na região e a estrutura de apoio existente, como leitos disponíveis para o atendimento das pessoas.

A reportagem questionou quantos estabelecimentos encerraram às atividades de forma definitiva desde o início do ano. No entanto, a resposta foi à seguinte: “o encerramento definitivo de atividades empresariais, decorre de um procedimento administrativo, que envolve vários setores da Prefeitura em diversas etapas, até a sua conclusão. Desse modo, não há constatação de encerramento definitivo de estabelecimentos empresariais neste momento, de acordo com dados do cadastro mobiliário do Município”.

 - REVISTA MAIS SANTOS

Tradição encerrada

Por 25 anos, a Esquina da Esfiha, posteriormente chamada de Esquina da Praça e que ficava na Praça da Independência, no bairro do Gonzaga, encerrou às atividades. A razão pelo fechamento é o fato do ex-dono não querer mais trabalhar com comércio. Segundo nos foi informado, o ex-proprietário do local decidiu passar o ponto antes da pandemia. No entanto, a faixa foi colocada na porta do estabelecimento já no decorrer da quarentena.

Recentemente, publicamos uma matéria sobre o fechamento de um comércio tradicional no bairro da Aparecida, também em Santos. Clique aqui para ler a matéria. A Loja do Chileno fechou dois dos três estabelecimentos. Uma das unidades ficará sob responsabilidade das filhas do ex-proprietário.

Foto: Reprodução