PUBLICIDADE

Edição Mensal

“O domingo de Páscoa é o dia da alegria, da vitória do Senhor sobre a morte”

Dentre as datas cristãs mais conhecidas está a Páscoa do hebraico Pessach) significa passagem. Momento em que o cristianismo celebra a consumação do sacrifício de Deus encarnado em homem para a salvação da humanidade. Segundo o cristianismo, com a morte de Jesus e sua ressurreição ao terceiro dia, a vitória da luz sobre as trevas estaria consumada, o que sugere ser a Páscoa um momento de renovação e renascimento, de festa em nome da esperança.

O Tempo Pascal compreende cinquenta dias a partir do domingo da Ressurreição até o domingo de Pentecostes, vividos e celebrados com grande júbilo, como se fosse um só e único dia festivo, como um grande domingo. A Páscoa é o centro do Ano Litúrgico e de toda a vida da Igreja. Celebrá-la é celebrar a obra da redenção humana e da glorificação de Deus que Cristo realizou quando, morrendo, destruiu a morte; e ressuscitando, renovou a nossa vida.

Em um vídeo gravado com uma mensagem sobre esta data Dom Tarcísio Scaramussa, SDB – Bispo Diocesano de Santos diz que esta é a maior e mais nobre de todas as solenidades do ano litúrgico católico. “O domingo de Páscoa é o dia da alegria, da vitória do Senhor sobre a morte. A Páscoa é uma antiga festa judaica que lembra a libertação da escravidão do Egito. A Páscoa dos Cristãos passou a ter o sentido da libertação do pecado e da morte, realizada por Jesus Cristo que morreu e ressuscitou”, enfatiza.

 


PUBLICIDADE