PUBLICIDADE

viagem

Europa pode manter fronteiras fechadas até setembro

Países europeus do Espaço Schengen (Bélgica; Bulgária; Chipre; Dinamarca; Alemanha; Estónia; Finlândia; França; Grécia; Hungria; Irlanda; Itália; Croácia; Letônia; Lituânia; Luxemburgo; Malta; Países Baixos; Áustria; Polônia; Portugal; Romênia; Eslovênia; Eslováquia; Espanha; República Tcheca; Reino Unido; e Suécia) podem manter suas fronteiras fechadas até setembro para a entrada de turistas provenientes de outros continentes, uma forma de tentar conter o avanço do Covid-19.

A possibilidade de estender o fechamento da fronteira para não europeus foi cogitada em videoconferência com sindicatos pelo presidente da França, Emmanuel Macron, que decidiu estender a quarentena em todo o país pelo menos até 11 de maio. Macron afirmou que a ideia já está sendo considerada por todos os membros do Espaço Schengen, de acordo com a imprensa francesa. A razão para esta tomada de decisão, de acordo com a BFMTV, é que a pandemia ocorre de maneira diferente no mundo, não afetando todos os países de uma só vez. Por conta disso, há a necessidade da Europa se proteger.

Todas as fronteiras dos 22 países que compõem o Schengen estão fechadas desde o dia 17 de março e permanecem assim até a próxima quarta-feira (15), a princípio. Se os membros concordarem em renová-lo, a Europa permanecerá em um estado sem precedentes de lockdown, fechado para o resto do mundo por pelo menos dois meses no total. Isto evitaria um retorno ainda pior da pandemia, que segue fazendo estragos nos Estados Unidos e está começando a se espalhar pela África.

 

 

Fonte: Mercado e Eventos

Foto: François Vequaud no Flickr