PUBLICIDADE

Internacional

OMS e Unicef alertam que é preciso manter vacinação durante pandemia

Covid-19 já provocou mais de 164 mil mortos em 193 países

 

A Organiza√ß√£o Mundial da¬†Sa√ļde (OMS) e o Fundo das Na√ß√Ķes Unidas para a Inf√Ęncia (Unicef) ressaltaram hoje (20) a import√Ęncia de os pa√≠ses manterem os seus planos de vacina√ß√£o para evitar maior impacto da pandemia de¬†covid-19.

Em comunicado, as duas organiza√ß√Ķes reiteraram que √© vital a manuten√ß√£o dos servi√ßos de imuniza√ß√£o de rotina durante a pandemia, recordando que a situa√ß√£o atual “√© um sinal de que as doen√ßas infecciosas n√£o conhecem fronteiras”.

“Todos os pa√≠ses s√£o vulner√°veis, independentemente dos n√≠veis de riqueza ou da for√ßa dos seus sistemas de sa√ļde. A necessidade urgente de uma vacina para a covid-19 ressalta o papel central da imuniza√ß√£o na prote√ß√£o de vidas e economias”, disse o comunicado conjunto.

Perante a situa√ß√£o pand√™mica atual, a OMS e o Unicef consideram que a import√Ęncia dos programas nacionais de imuniza√ß√£o de rotina “√© mais cr√≠tica do que nunca”.

“Os governos devem aproveitar todas as oportunidades poss√≠veis para proteger as pessoas das muitas doen√ßas para as quais as vacinas j√° est√£o dispon√≠veis”, frisaram, lembrando que proteger crian√ßas, adolescentes e adultos contra doen√ßas atrav√©s da vacina√ß√£o √© uma obriga√ß√£o para a sustentabilidade dos sistemas de sa√ļde.

“Sabemos que a vulnerabilidade a doen√ßas infecciosas √© uma amea√ßa √† sa√ļde p√ļblica em todos os lugares”, disse Afshan Khan, diretora regional da Unicef na Europa e √Āsia Central.

“√Č fundamental que os programas de imuniza√ß√£o continuem durante esta crise, protegendo adequadamente os profissionais de sa√ļde e os indiv√≠duos que recebem vacinas. Alcan√ßar as crian√ßas mais vulner√°veis, que perderam imuniza√ß√Ķes de rotina, deve ser uma prioridade”, avisa.

Imunização

A OMS e o Unicef consideram que, se o combate √† pandemia causar interrup√ß√Ķes tempor√°rias nos servi√ßos de imuniza√ß√£o, os pa√≠ses devem retom√°-los o mais r√°pido poss√≠vel ap√≥s a estabiliza√ß√£o da situa√ß√£o.

“Podemos evitar um maior impacto da covid-19 nos sistemas de sa√ļde garantindo que indiv√≠duos de todas as idades permane√ßam vacinados de acordo com os cronogramas nacionais. Pe√ßo aos pa√≠ses que mantenham a presta√ß√£o de servi√ßos de imuniza√ß√£o e direcionem as suas necessidades, mesmo neste momento dif√≠cil”, disse Hans Henri Kluge, diretor regional da OMS para a Europa.

Numa nota, a OMS e o Unicef, antecipando a existência de uma vacina para a covid-19, solicitam a todos os países que estejam preparados para vacinar os grupos de maior risco e garantir que todos, incluindo os mais marginalizados, tenham acesso igual quando ela estiver disponível.

A pandemia da covid-19 j√° provocou mais de 164 mil mortos e infectou mais de 2,3 milh√Ķes de pessoas em 193 pa√≠ses e territ√≥rios. Mais de 525 mil doentes foram considerados curados.

 

 

Fonte: Agência Brasil

Foto: Marcello Camargo/Agência Brasil