PUBLICIDADE

Regi√£o / Cotidiano

Atriz cubatense está em série nacional de sucesso

Da Redação

A s√©rie “Segunda Chamada”, do servi√ßo de streaming Globoplay, ganhou uma segunda temporada, que teve sua estreia em 10 de setembro. Tamyris O’hanna, de Cubat√£o, interpreta o personagem Leandro, um morador de rua, que juntamente com outros, s√£o notados pela professora Lucia, personagem de D√©bora Bloch, que busca oferecer uma educa√ß√£o de qualidade para todos eles e, ainda, manter o ensino noturno em funcionamento.

Além desse trabalho, outro destaque de Tamyris foi a sua atuação como Marta, uma liderança da guarda, nas temporadas dois, três e quatro da série da Netflix, 3%. A atriz é performer formada pela Escola de Arte Dramáticas da USP- EAD e cursou escola livre de dança em hip hop na Broadway Center Dance em Nova York.

Ela tamb√©m j√° fez trabalhos no cinema, como o da forma√ß√£o “Mulheres Negras ‚Äď Projeto de Mundo”, uma resid√™ncia art√≠stica voltada para 14 jovens da periferia de S√£o Paulo, coordenado pela cineasta Day Rodrigues com patroc√≠nio do Ita√ļ Cultural. E ainda, o curta “A felicidade delas” com dire√ß√£o de Carol Rodrigues que teve participa√ß√£o em importantes festivais nacionais. Tamyris atuou tamb√©m no longa-metragem “O Homem cordial”, com dire√ß√£o de Iber√™ Carvalho.

No que se refere ao teatro, a atriz tamb√©m atuou em trabalhos importantes, como “A vida” com dire√ß√£o de Nelson Baskerville, pe√ßa que lhe rendeu uma participa√ß√£o no MIRADA ‚Äď Festival Libero-Americano de Teatro.

Outros trabalhos feitos por Tamyris no teatro s√£o:

“Gabriela o musical” de Jo√£o Falc√£o; “Tchiribim Tchiribom cantando pelo mundo” de Roberto Lage; “A mulher do gordo” de Celso Frateschi.

“Ang√ļstia” de Lucienne Guedes; “V√£o!” de Jorgette Fadel; “Os tr√™s mundos” de Nelson Baskerville, pe√ßa essa que lhe rendeu a indica√ß√£o de melhor atriz coadjuvante na categoria voto popular no pr√™mio Aplauso Brasil.

O seu trabalho de maior destaque para a cidade de Cubat√£o foi “Vila Parisi” de Lili Monteiro, juntamente com Coletivo 302, seu coletivo de pesquisa na cidade.

Ela ainda atuou em pe√ßas como: “Um Porto para o Mundo. Portugal” (2015), A Oca do Curumim (2015) Turn√™ norte e sul de Portugal e “O Sertanejo e o Tinhoso” (2014), todas elas dirigidas por Amauri Alves.

Foto: Divulgação Casting Lab