PUBLICIDADE

Região / Polícia

“Danone”, suspeito de ostentar armas e participar do crime organizado √© morto em Guaruj√°; n√ļmero de mortos sobe para 26 durante opera√ß√£o

O caso ocorreu na manhã desta sexta-feira (16), por volta de 5h50, em um apartamento na Rua Isaudo Martins, no bairro Santa Cruz dos Navegantes. 

 

Vídeo: Divulgação / SSP

Da redação

Rodrigo Pires dos Santos, vulgo “Danone” foi morto junto com dois comparsas na manh√£ desta sexta-feira (16), em confronto com a Pol√≠cia Militar (PM), em Guaruj√°. Com isso, a Opera√ß√£o Ver√£o chegou a 26 mortos, em confrontos com a PM, desde o in√≠cio, al√©m de 3 agentes mortos.

O caso ocorreu por volta de 5h50, em um apartamento na Rua Isaudo Martins, no bairro Santa Cruz dos Navegantes. De acordo com a Secretaria de Seguran√ßa P√ļblica (SSP), ap√≥s den√ļncias, policiais do Comando e Opera√ß√Ķes Especiais (COE) foram ao local e foram recebidos a tiros pelos tr√™s criminosos.

No confronto, eles foram atingidos pelos agentes e morreram no local. A perícia foi acionada. Segundo a SSP, o caso será investigado.

Danone 

Foto: Reprodução / SSP

Conforme a corpora√ß√£o, Danone atuava com o tr√°fico internacional de drogas, lavagem de dinheiro e no tribunal do crime, al√©m de ter atentado contra agentes p√ļblicos.

Ele foi flagrado atirando contra uma embarcação da Receita Federal, em 2015, e era apontado como um dos responsáveis pela morte de um sargento, em 2012. Em novembro do ano passado, após uma operação da Polícia Civil com a Marinha, as forças de segurança localizaram em sua casa um fuzil, duas pistolas e vasta quantidade de entorpecentes.

O secret√°rio de Seguran√ßa P√ļblica de S√£o Paulo, Guilherme Derrite, confirmou o ocorrido. “Nosso combate ao crime organizado na Baixada Santista enfrenta desafios porque cenas como essa ocorriam na regi√£o sem que houvesse o devido trabalho de intelig√™ncia para enfrent√°-las. O homem que aparece no v√≠deo ostentando arma dessa maneira era conhecido como Danone e morreu hoje em um confronto com o COE (Comandos e Opera√ß√Ķes Especiais)”, escreveu.

Em um vídeo, divulgado pelo secretário, é possível ver Rodrigo ostentando uma arma. (veja o vídeo acima)

Operação Verão

Foto: Reprodução

A terceira fase da opera√ß√£o recebe o acr√©scimo de mais de 400 policiais, que est√£o atuando na Baixada Santista para combater o crime organizado. A a√ß√£o foi desencadeada ap√≥s a morte do cabo da Pol√≠cia Militar (PM), Jos√© Silveira dos Santos, do 2‚Āį Batalh√£o de A√ß√Ķes Especiais de Pol√≠cia (BAEP), morto por criminosos na √ļltima quarta-feira (7).

Durante a operação, 634 criminosos foram presos, incluindo 236 procurados pela Justiça. Além disso, foram apreendidos mais de 147 quilos de drogas e 72 armas ilegais, incluindo fuzis de uso restrito. 26 pessoas acabaram morrendo em confrontos com a polícia.

Transferência de gabinete

Foto: Secret√°ria de Seguran√ßa P√ļblica (SSP)

Após a morte do cabo José Silveira, Guilherme Derrite anunciou a transferência temporária do gabinete dele para Santos.

O secret√°rio e os chefes das for√ßas de seguran√ßa, Coronel PM C√°ssio Ara√ļjo de Freitas, e o delegado-geral, Artur Dian, permanecer√£o no Litoral acompanhando as a√ß√Ķes de combate √† criminalidade e as buscas pelos suspeitos de envolvimento nas mortes de dois policiais militares que atuavam na Opera√ß√£o Ver√£o.