PUBLICIDADE

Região / Polícia

Drogas e celulares são apreendidos em três unidades prisionais da Baixada Santista

Da Redação

A Secretaria da Administra√ß√£o Penitenci√°ria (SAP) informa que foram registradas cinco apreens√Ķes nos √ļltimos dias em unidades prisionais da regi√£o da Baixada Santista.

CPP de Mongagu√°

Nesta segunda-feira (20), os servidores do Centro de Progress√£o Penitenci√°ria (CPP) de Mongagu√° impediram a entrada de il√≠citos que foram arremessados por cima do mudo da unidade. Por volta das 3h da madrugada, um agente escalado numa torre de vigil√Ęncia avistou 2 indiv√≠duos nas proximidades do CPP com uma movimenta√ß√£o estranha e conseguiu flagrar quando eles arremessaram 3 pacotes para dentro do estabelecimento.

Imediatamente, o alarme de seguran√ßa foi acionado e os indiv√≠duos fugiram e se esconderam na vegeta√ß√£o vizinha. Quando a equipe de ronda fez uma vistoria no local, encontrou, largados no ch√£o, os inv√≥lucros embrulhados com papel e revestimento de forma a simular a apar√™ncia de pedras, na tentativa de camuflar o material proibido. Os pacotes continham 6 aparelhos celulares e 4 carregadores. A dire√ß√£o do CPP de Mongagu√° registrou a ocorr√™ncia no 2¬ļ Distrito Policial da cidade.

Penitenci√°ria 2 de S√£o Vicente

No domingo, dia 19, a Penitenci√°ria 2 de S√£o Vicente contabilizou 3 apreens√Ķes, tanto de entorpecentes como de telefonia m√≥vel. Durante o hor√°rio de visitas, duas mulheres foram flagradas portando material il√≠cito dentro do corpo ao passarem pela revista do esc√Ęner corporal. Inicialmente, a imagem registrada pelo equipamento de seguran√ßa de uma visita, de 33 anos, chamou a aten√ß√£o de uma servidora pois indicava a presen√ßa de um corpo estranho na regi√£o p√©lvica. Quando foi questionada a respeito, a mulher admitiu estar com um inv√≥lucro dentro da genit√°lia. Em local reservado, ela retirou um embrulho que continha 43 gramas de coca√≠na e 142 gramas de maconha.

No mesmo dia, uma apreens√£o semelhante ocorreu na P2 de S√£o Vicente. Uma mulher de 45 anos, m√£e de um preso da unidade, portava um objeto n√£o identificado na regi√£o √≠ntima, segundo as imagens do esc√Ęner corporal. A mulher confessou a infra√ß√£o e, em sala apropriada, retirou do √Ęnus um inv√≥lucro com 1 microcelular e 1 placa extra.

Ainda no domingo, por volta das 23h, também na P2 de São Vicente, um agente de segurança percebeu a agitação dos cães de guarda da unidade e ao verificar o que estava ocorrendo flagrou 3 indivíduos nas proximidades da ala do regime semiaberto da unidade. A equipe de plantão foi acionada, mas os suspeitos fugiram. Eles deixaram cair uma sacola que continha 2 celulares, 3 cabos USB, 1 carregador, 1 alicate e 1 garrafa de cachaça.

CDP de Praia Grande

Na sexta-feira, dia 17, o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Praia Grande registrou uma apreensão em uma encomenda enviada pela mãe de um detento da unidade. O flagra ocorreu enquanto servidores realizavam a revista em itens encaminhados por familiares dos reclusos. Dentro da sola de um tênis estavam escondidos 95 gramas de maconha.

Tanto visitas flagradas com itens ilícitos como familiares que enviam droga para os presos têm os seus nomes suspensos do rol de visitas da SAP. Todas as ocorrências flagradas foram registradas por meio de Boletim de Ocorrência (BO) nas delegacias de polícia dos respectivos municípios.

Fotos: Divulgação SAP