PUBLICIDADE

Região / Polícia

Justiça concede liminar que suspende inauguração de penitenciária em São Vicente

Da Redação

Na √ļltima ter√ßa-feira (10), o juiz titular da Vara da Fazenda P√ļblica da Comarca de S√£o Vicente, Dr. Fabio Francisco Taborda, deferiu a liminar para suspender a inaugura√ß√£o da Penitenci√°ria com Ala de Progress√£o localizada na Rodovia Padre Manoel da N√≥brega (SP-055), Km 283 267m, at√© a elabora√ß√£o, apresenta√ß√£o e aprova√ß√£o, pelo Munic√≠pio de S√£o Vicente, do Estudo de Impacto de Tr√Ęnsito e Transportes ‚Äď RITT, bem como a concretiza√ß√£o das medidas de mitiga√ß√£o e/ou compensa√ß√£o admitidas.

Em 13 de julho deste ano, a Prefeitura de S√£o Vicente acionou judicialmente o Governo do Estado de S√£o Paulo sobre a altera√ß√£o da funcionalidade do Centro de Progress√£o Penitenci√°ria (CPP) na √Ārea Continental.

A ação questiona o fato de o governo paulista não ter comunicado oficialmente a Prefeitura de São Vicente sobre a alteração do objeto do presídio. Anteriormente, a destinação do CPP era para um presídio feminino, com atendimento para até 863 presas. Na alteração recente do Estado, o presídio será destinado para detentos do sexo masculino, em regime semiaberto.

Nesta quinta-feira (12), o prefeito de S√£o Vicente, Kayo Amado, se mostrou surpreso e indignado com o an√ļncio de inaugura√ß√£o da penitenci√°ria. ‚ÄúMais uma vez, assim como na troca do objeto do pres√≠dio feminino para o masculino, n√£o fomos comunicados oficialmente sobre a inaugura√ß√£o do equipamento, o que refor√ßa a impress√£o de incapacidade do Estado de dialogar com o Munic√≠pio‚ÄĚ, comentou.

‚ÄúS√£o Vicente n√£o quer mais pres√≠dios. A Cidade quer e merece ser valorizada pela sua riqueza cultural e sua capacidade de se desenvolver, para que seja poss√≠vel trazer mais ind√ļstrias e n√£o apenas esse tipo de empreendimento. E vamos brigar por este olhar diferente do Estado para com a nossa popula√ß√£o‚ÄĚ, finalizou o prefeito.

Foto: Divulgação Prefeitura Municipal de São Vicente