PUBLICIDADE

Região / Polícia

Polícia Ambiental Marítima apreende 1,3 km de redes de pesca em Santos e SV

Da Redação

Duas redes de pesca irregular, uma em Santos e outra em S√£o Vicente, foram apreendidas na quinta-feira por policiais militares da Companhia de Pol√≠cia Militar Ambiental Mar√≠tima do 3¬ļ BPAmb, a CiaMar.

Somadas, as redes de espera, do tipo “boiada”, ou seja, que flutuam, chegam a 1,3 km de comprimento.

 - REVISTA MAIS SANTOSNa entrada da barra de Santos, foi localizada uma rede “fantasma” com sinais not√≥rios de que estava solta no mar h√° bastabte tempo. Da√≠ o termo “fantasma” para designar um equipamento abandonado por pescadores. Havia dezenas de peixes em estado de decomposi√ß√£o presos a essa rede.

Já no interior do PEXJ (Parque Estadual Xixová-Japuí), em São Vicente, foi identificada uma rede em local proibido, sem identificação. Durante a recolha, foi possível devolver ao mar mais de 20 peixes vivos.

Até o momento não foi possível identificar os responsáveis das redes, as quais foram apreendidas para posterior destruição.

A CiaMar informou que a utilização de redes de pesca irregulares ou em local proibido causa mortandade de espécies marinhas, como tartarugas e toninhas (espécie de golfinho de pequeno porte), que estão em risco de extinção.

A corpora√ß√£o tamb√©m deixa o telefone 3348-4750 √† disposi√ß√£o da popula√ß√£o para den√ļncias.

Foto da capa: Divulgação/CiaMar