PUBLICIDADE

Região / Polícia

Policial, advogado e perito, Francisco Martori morre de Covid em Santos

Por Eduardo Velozo Fuccia

O policial civil aposentado Francisco Martori Sobrinho, de 62 anos, morreu na madrugada deste s√°bado (12), na Santa Casa de Santos, em decorr√™ncia de complica√ß√Ķes da covid-19. Ele estava internado desde o √ļltimo dia 1¬ļ. O corpo ser√° cremado. Devido aos protocolos sanit√°rios, n√£o haver√° vel√≥rio.

 - REVISTA MAIS SANTOS

Estudioso incans√°vel, Martori sempre se reinventava e tamb√©m militava na advocacia criminal e na per√≠cia judicial. Como agente da seguran√ßa p√ļblica, ele era sagaz e participou da elucida√ß√£o de in√ļmeros casos. Aliava esse talento aos seus conhecimentos jur√≠dicos, porque tamb√©m era professor de Direito Penal e Processo Penal.

Os seus relat√≥rios policiais eram bases s√≥lidas para o Minist√©rio P√ļblico denunciar e o Poder Judici√°rio condenar, quando ele atribu√≠a a autoria de algum crime a algu√©m. No entanto, em sua atua√ß√£o como advogado ou perito, conseguia a absolvi√ß√£o de pessoas inocentes ou que eram acusadas sem provas suficientes para eventual condena√ß√£o.

Exemplo recente, de abril, foi um laudo grafotécnico elaborado por Martori, que resultou na absolvição de uma mulher acusada de tráfico internacional de drogas. O documento produzido pelo perito colocou em xeque perícia anteriormente feita pela Polícia Federal e mereceu, inclusive, elogio de um juiz federal na sentença.

No mês passado, dois jovens ganharam ação de indenização contra o Estado de São Paulo porque ficaram 205 dias presos injustamente. Martori foi o responsável pela perícia que afastou os rapazes da cena do crime e comprovou de forma categórica e irrefutável a inocência da dupla e, consequentemente, o erro judiciário.

Em razão de todas essas qualidades, a morte de Martori deixa de luto a Polícia Civil, a advocacia criminal e a comunidade jurídica em geral. Ele era casado com Cely Veloso Martori com quem teve uma filha, de 4 anos. O policial, advogado e perito deixa mais quatro filhos, entre os quais um promotor de justiça.

Fotos: Arquivo