PUBLICIDADE

Região / Saúde

Câmara de Praia Grande vota no dia 14 não obrigatoriedade de uso de máscara em locais abertos

Da Redação e da Agência Brasil

A Câmara Municipal de Praia Grande vota na quinta-feira (14), a partir das 14 horas, a não obrigatoriedade de uso de máscara ao ar livre em locais públicos e logradouros. A sessão seria na terça (12), como habitualmente acontece, mas foi adiada em razão do feriado.

O projeto de lei complementar é de autoria do vereador Rodrigo Rosário (Progessistas). É necessário ter o sim de 11 dos 21 vereadores para que haja a aprovação.

Caso isso aconteça, a lei entraria em vigor na data da publicação e revogaria a anterior, que prevê multa de R$ 500,00 em caso de descumprimento.

“Apresentamos as considerações relativas ao alto número de vacinados na cidade, além do baixíssimo número de internados em UTIs com Covid e elevado índice de curados. Tudo graças à adesão e à consciência da população, que não precisa ser mais multada e consegue cumprir com facilidade os protocolos. Seria esse o caminho para que a gente tente voltar a um normal, ainda que não como era antes”, explica o vereador, em entrevista ao Portal Mais Santos.

Vale recordar que, mesmo aprovada, a manutenção da lei de não obrigatoriedade do uso de máscaras segue dependendo da população cumprir seu dever. Caso os números voltem a subir, a prefeita Raquel Chini tem poder para retornar com a proibição existente no momento.

“É um início gradual e a tendência é evoluir conforme a manutenção dos bons números que temos. Vamos começar por essa parte e, depois, partir para ambientes fechados e transporte público”, afirma Rosário.

São Paulo

Outra cidade que está avaliando flexibilizar o uso de máscaras é São Paulo.

“Mas não neste momento. Apesar da melhora nos números da pandemia hoje, ainda temos pessoas ficando com a doença grave e ainda temos perda de vidas. Por isso ainda devemos continuar usando também essa proteção [máscara], além da vacinação”, disse Paulo Menezes, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus. “É possível, num futuro próximo, com a condição melhorando, termos condição de avaliar a possibilidade de liberação. E talvez, primeiramente, em situações mais seguras, como espaços abertos [sem aglomeração]”, disse ele.

O governador de São Paulo, João Doria, disse que essa questão sobre o uso de máscara pode ser anunciada em uma próxima coletiva, marcada para o dia 18 de outubro.

“Estamos dentro de uma visão otimista em relação ao futuro próximo. É um otimismo moderado. Estamos evoluindo bem, com queda em infecção, internação e em mortes. E alta em vacinação. Ainda é preciso ter cuidado. Mas com um horizonte de curto prazo bastante otimista”, explicou Doria.

Foto: Pixabay