PUBLICIDADE

Regi√£o / Sa√ļde

Casos de chikungunya caem 98% em Guaruj√°

Da Redação

Guaruj√° registrou uma dr√°stica queda nos casos de chikungunya e dengue do 1¬ļ para o 2¬ļ trimestre de 2021. Com a intensifica√ß√£o de a√ß√Ķes da Prefeitura de Guaruj√° para combater o mosquito Aedes aegypti, essa redu√ß√£o chegou a 98% dos casos de chikungunya. Em rela√ß√£o √† dengue, a queda tamb√©m √© significativa, alcan√ßando 85%.

Na comparação direta do período, foram registrados 439 casos de chikungunya entre janeiro, fevereiro e março e apenas seis entre abril, maio e junho. Nos casos de dengue, foram computados 276, ante 40 percebidos em abril, maio e junho.

O cen√°rio atual √© resultado de a√ß√Ķes de combate √†s endemias desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Sa√ļde (Sesau). Para se ter uma ideia, desde o come√ßo do ano foram realizados 49.876 bloqueios de nebuliza√ß√£o com a m√°quina costal, al√©m da nebuliza√ß√£o veicular em diversos bairros da Cidade. Nas duas a√ß√Ķes, o inseticida √© aplicado para interromper a transmiss√£o local de dengue ou chikungunya.

De janeiro a julho, os agentes de controle de endemias já passaram por 227.312 casas. Além de vistoriar e eliminar possíveis focos do mosquito Aedes aegypti, os profissionais também orientaram os moradores sobre os cuidados necessários. Durante o mês de julho, a Prefeitura contou com o apoio de militares do Exército no casa a casa.

Apesar da queda de casos, a Sesau segue com a√ß√Ķes de preven√ß√£o em bairros estrat√©gicos, de acordo com as notifica√ß√Ķes recebidas por meio da Vigil√Ęncia Epidemiol√≥gica do Munic√≠pio.

De acordo com o Diretor de Vigil√Ęncia em Sa√ļde, Marco Ant√īnio Chagas, a popula√ß√£o tamb√©m deve continuar fazendo a sua parte. “O inverno facilita a prolifera√ß√£o das larvas, ent√£o precisamos manter os cuidados e n√£o baixar a guarda”, afirma.

Foto: Hygor Abreu/Divulgação Prefeitura Municipal de Guarujá