PUBLICIDADE

Regi√£o / Sa√ļde

Guaruj√° reduz casos de dengue em quase 100%

Da Redação

Guaruj√° registrou 16 casos confirmados de dengue de janeiro a abril deste ano. O n√ļmero √© de 98,75% menor do que a quantidade identificada no mesmo per√≠odo do ano passado, quando o Munic√≠pio apresentava 1.275 casos da doen√ßa. O sucesso nos √≠ndices √© resultado dos esfor√ßos e investimentos que a Prefeitura de Guaruj√° t√™m feito para a preven√ß√£o e combate √†s arboviroses transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

A Secretaria Municipal de Sa√ļde comemora o avan√ßo, sobretudo no ano em que o √≠ndice larv√°rio √© o maior da s√©rie hist√≥rica, com 9,7. O Levantamento R√°pido de √ćndices para Aedes aegypti (LIRAa) √© o indicador para as possibilidades de surto de dengue.

O indicador considera a quantidade e o potencial de larvas do mosquito Aedes aegypti em criadouros, sobretudo em ambientes domésticos. Os dados epidemiológicos consideram índices menores que 1 satisfatórios, com sinalização verde. Já entre 1 e 3,9 é apontado o estado de alerta, com identificação amarela. Quando o LIRAa é igual ou superior a 4, a Cidade está em risco de surto, com sinal vermelho.

Em janeiro deste ano era de 9,7. No início do ano passado havia sido de 8,5. No início de 2020 alcançava 4,6 e no início de 2019 foi de 1,4.

Superação

Para fazer o enfrentamento ao risco de surto de dengue e outras doen√ßas transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, como chikungunya, zika e febre amarela, a Superintend√™ncia de Vigil√Ęncia em Sa√ļde da Prefeitura de Guaruj√° mapeou as √°reas de risco intensificou as a√ß√Ķes de conscientiza√ß√£o, preven√ß√£o e combate.

As equipes de agentes de combate a endemias contaram com o refor√ßo de 30 novos profissionais que foram convocados, a colabora√ß√£o de agentes comunit√°rios de Sa√ļde e do Sindicato dos Empregados em Edif√≠cios e Condom√≠nios (Seeclag) Guaruj√°, que facilitou o acesso dos agentes nos condom√≠nios residenciais e empresariais.

O Munic√≠pio recebeu ainda apoio da Superintend√™ncia de Controle de Endemias (Sucen), do Governo Estadual, que enviou um ve√≠culo de apoio e readequou o fornecimento da quantidade de larvicida para a demanda identificada pela Secretaria Municipal de Sa√ļde.

A Coordenadoria de Combate √†s Endemias adotou ainda a estrat√©gia de antecipar as a√ß√Ķes preventivas desde outubro, antes da chegada do ver√£o quando h√° mais chuvas e calor, fatores determinantes para a reprodu√ß√£o das larvas nos focos de √°gua parada. Com o resultado de janeiro, foram tra√ßadas novas a√ß√Ķes, com o trabalho de nebuliza√ß√£o e aumento de vistorias em abordagens onde os √≠ndices locais e potenciais eram mais altos, como os bairros Pae Car√°, Santo Ant√īnio e Centro.

Foto: Divulgação PMG