PUBLICIDADE

Regi√£o / Sa√ļde

Testagem aponta para baixa transmiss√£o comunit√°ria em Cubat√£o

Da Redação

A Secretaria de Sa√ļde de Cubat√£o e a Faculdade S√£o Judas de Medicina de Cubat√£o apresentaram nessa sexta-feira (1¬ļ) um balan√ßo das nove primeiras semanas do Programa de Testagem Sentinela. Dos 2.185 testes em pessoas sem sintomas realizados por todos as regi√Ķes da cidade, apenas 6 deram resultados positivos, o equivalente a 0,3% do total.

Isso significa que, de acordo com as diretrizes da Organiza√ß√£o Mundial de Sa√ļde, o munic√≠pio se encontra em situa√ß√£o de baixa transmiss√£o comunit√°ria do coronav√≠rus. O √≠ndice de alerta √© de 5% de casos positivos em pessoas sem sintomas. A Secretaria de Sa√ļde ressalta que, mesmo com baixa transmiss√£o, a pandemia n√£o acabou e que a vacina√ß√£o deve avan√ßar, bem como devem ser mantidas as medidas de prote√ß√£o como o uso adequado de m√°scaras e o distanciamento social.

A cada semana, foram realizados de 189 a 260 testes, com a detec√ß√£o de um caso positivo nas semanas um, tr√™s, quatro, cinco, seis e oito. A realiza√ß√£o dos testes √© proporcional a cada bairro e segue o protocolo da Organiza√ß√£o Mundial de Sa√ļde de dois testes a cada mil habitantes.

A secret√°ria de Sa√ļde de Cubat√£o Eliane Taniolo destaca que a ado√ß√£o dos testes do tipo ant√≠geno permite ao munic√≠pio tomar decis√Ķes em tempo real, como um “term√īmetro” do momento, j√° que os resultados saem em poucos minutos, enquanto os de PCR ficam prontos em dias.

Idealizador do Testagem Sentinela, o infectologista Evaldo Stanislau Affonso de Ara√ļjo, professor da S√£o Judas e integrante do Comit√™ Estrat√©gico Municipal covid-19, aponta que o estudo, iniciado no final de julho, acompanha o avan√ßo da vacina√ß√£o (em agosto, Cubat√£o aplicou mais de 35 mil doses de vacinas contra a covid-19) em meio √† chegada da variante delta. Os resultados da testagem, aliados √† redu√ß√£o cont√≠nua da ocupa√ß√£o de leitos UTI ao longo de agosto e setembro, apontam para um efeito da vacina√ß√£o na conten√ß√£o da variante.

Os questionários respondidos mostram também a evolução da vacinação entre as pessoas que foram testadas. Em 31 de julho, 30% delas haviam recebido duas doses, percentual que vai subindo a cada semana e que ultrapassa a marca de 75% em 25 de setembro.

A movimentação do Pronto-Socorro Central também figura como indicativo. Em relação a março, pico da segunda onda de covid-19, o mês agosto registra queda de 70% em consultas covid-19, queda de 58% na solicitação de exames PCR, e 97% na solicitação de vagas.

Vacinação x Delta 

At√© o momento, o Instituto Butantan comunicou ao munic√≠pio 9 casos de variante delta, em exames positivos para coletas realizadas entre 30 de agosto e 8 de setembro. Na apresenta√ß√£o dos n√ļmeros do programa, Evaldo Stanislau destaca dados da Funda√ß√£o Oswaldo Cruz que atestam que a delta j√° √© a variante predominante na regi√£o Sudeste, presente, por exemplo, em 95% das amostras da cidade de S√£o Paulo.

Sentinela

Os resultados preliminares foram submetidos ao Congresso Brasileiro de Infectologia. O programa consiste na realização de 262 testes do tipo antígeno por semana ao longo de 24 semanas em todos os bairros da cidade, de forma proporcional à população de cada um.

O n√ļmero segue o protocolo da Organiza√ß√£o Mundial de Sa√ļde de dois testes a cada mil habitantes. A cada s√°bado, cinco equipes formadas por integrantes da secretaria e cerca de 40 alunos e profissionais da Faculdade de Medicina circulam pelos bairros da cidade realizando os testes.

Os casos detectados s√£o monitorados e encaminhados para atendimento na rede municipal de Sa√ļde, com rastreamento dos contatos para impedir surtos e o alastramento do v√≠rus. Al√©m do pr√≥prio teste, realizado em pessoas assintom√°ticas, as equipes coletam dados cl√≠nicos e epidemiol√≥gicos com o objetivo de gerar um retrato da semana.

Os dados s√£o transmitidos a um banco de dados com georreferenciamento, permitindo ao Comit√™ Estrat√©gico Municipal Covid-19 e √† Secretaria de Sa√ļde agir em todo o munic√≠pio ou tomar medidas localizadas de acordo com a incid√™ncia do v√≠rus em cada localidade.