PUBLICIDADE

Regi√£o / Tr√Ęnsito

Ciclistas e motoristas enfrentam longa espera do lado de Guaruj√° na travessia de balsas para Santos

Da Redação

Atualizado às 11h40

O estrago feito pelo navio no domingo (20) no atracadouro destinado às bicicletas do lado de Guarujá na travessia de balsas continua trazendo muitos transtornos na manhã desta quarta-feira (23).

Um internauta enviou um vídeo ao Portal Mais Santos mostrando a longa fila de bicicletas que se formou. A prioridade, segundo ele, tem sido para carros e motos. Confira as imagens:

A espera chegava a meia hora, tempo que chegou a ser aumentado, de acordo com o site do Departamento Hidroviário, responsável por administrar o serviço enquanto a Dersa não é privatizada. O tempo chegou a 40 e até 50 minutos.

Procurado pelo Portal Mais Santos, o Departamento Hidroviário enviou uma nota. Confira a íntegra:

“O Departamento Hidrovi√°rio informa que a travessia Santos/Guaruj√° tem operado com restri√ß√£o em raz√£o de um acidente provocado por um navio que danificou a plataforma de embarque de ciclistas e pedestres, no lado Guaruj√°.

Mesmo com essa limitação imposta, o DH tem trabalhado para reduzir os efeitos aos usuários. A Travessia opera normalmente na maior parte do dia, registrando excesso de veículos apenas no horário de pico da manhã.

Nesta manh√£ de quarta-feira (23), a travessia operou com seis embarca√ß√Ķes. O tempo m√°ximo de espera foi de 50 minutos, dentro do hor√°rio de pico para o dia. Esse tempo elevado foi registrado entre 7h56 e 8h24. Neste momento, √†s 11h30, o tempo de espera para o embarque √© de 15 minutos.

Vale lembrar que para garantir o atendimento aos ciclistas e pedestres com seguran√ßa, o DH mant√©m, nos hor√°rios de pico, duas embarca√ß√Ķes destinadas somente para esses usu√°rios. Do lado do Guaruj√°, com os danos provocados no atracadouro, os ciclistas e pedestres precisam embarcar pela gaveta do Centro de Controle (CCO). Os usu√°rios est√£o sendo orientados atrav√©s dos Pain√©is de Mensagens Vari√°veis (PMV) sobre restri√ß√Ķes e tempo de espera nas travessias.

As causas do acidente est√£o sendo apuradas pela Capitania dos Portos. Sobre os preju√≠zos e as obras que ser√£o necess√°rias, o DH informa que ainda √© preciso aguardar a conclus√£o das vistorias que est√£o sendo feitas, inclusive subaqu√°tica”.

Foto: Reprodução site Departamento Hidroviário