PUBLICIDADE

Santos / Cotidiano

Desembargador é condenado a pagar R$ 20 mil de indenização a guarda municipal

Da Redação

A Justiça condenou o desembargador Eduardo Siqueira a pagar R$ 20 mil de indenização por danos morais ao guarda municipal Cícero Hilário Roza Neto. Ele foi flagrado humilhando o GCM durante uma abordagem, onde foi autuado por não usar máscara durante caminhada na orla de Santos.

Na decisão desta quinta-feira (21), o juiz José Alonso Beltrame Júnior pontuou que Siqueira, superou “os limites do razoável” quando chamou o guarda de “analfabeto”. Ainda mencionou o fato do condenado ter rasgado a multa e jogado no pé do guarda.

Não bastasse, Siqueira foi citado porque chamou Cícero Neto de “guardinha” durante telefonema que teria feito para Del Bel, secretário de Segurança de Santos e, portanto, chefe do GCM.

“Descritos os fatos incontroversos, não há como deixar de reconhecer o dever de indenizar” escreveu o juiz. “A série de posturas tece potencial para humilhar e menosprezar o guarda municipal que atuava no exercício de delicada função de cobrar da população posturas tendentes a minimizar os efeitos da grave pandeia, que a todos afeta”, afirmou.

Foto: Reprodução