PUBLICIDADE

Santos / Cotidiano

Restaurante-Escola de Santos volta a receber o p√ļblico nesta quarta-feira

Da Redação

Ap√≥s 67 dias fechado em cumprimento ao Plano S√£o Paulo, protocolo de seguran√ßa implementado pelo governo estadual contra o coronav√≠rus, o Esta√ß√£o Bistr√ī Restaurante-Escola (Esta√ß√£o do Valongo, Largo Marqu√™s de Monte Alegre, 2, t√©rreo) reabre as portas nesta quarta-feira (12), das 12h √†s 15h, para atendimento presencial. Tamb√©m voltam a funcionar, de ter√ßa a s√°bado, o take-away (pegar e levar, telefone 3219-3494) e o delivery pela plataforma IFood.

Obedecendo a todas as determina√ß√Ķes sanit√°rias, o restaurante-escola dispor√° apenas de 15 mesas, o que garantir√° o atendimento a 30 clientes, ou seja, 30% de sua capacidade, limite determinado pelo Plano SP. Equipamento da Seectur (Secretaria de Empreendedorismo, Economia Criativa e Turismo), ele √© administrado em parceria com a Universidade Cat√≥lica de Santos.

Card√°pio

O card√°pio do Esta√ß√£o Bistr√ī dispor√° de croquete de carne assada com aioli de bacon como entrada, salada acompanhada de cinco op√ß√Ķes (tr√™s tipos de molho; fil√© de peixe, frango, baby beef ou mignon), sete pratos cl√°ssicos do restaurante-escola e cinco prepara√ß√Ķes especiais, entre elas fil√©-mignon com risoto de cogumelo e demi-glace, Meca Santista e o vegano espaguete de legumes e pupunha com molho ao sugo e alho crocante.

Ser√£o oferecidas tamb√©m seis sobremesas, a exemplo de abacaxi grelhado com sorvete e calda toffe, mousse de chocolate com caf√© e picol√© de banana e petit g√Ęteau de chocolate com sorvete de creme.

Equipe

Os clientes ser√£o atendidos pelos 25 alunos que integram a 15¬™ turma de alunos do restaurante-escola, cujas aulas te√≥ricas come√ßaram no √ļltimo dia 5. Durante os sete meses do curso de Alimentos & Bebidas, com atividades a cargo de professores do Curso de Gastronomia e Nutri√ß√£o da Universidade Cat√≥lica, os jovens fazem rod√≠zio semanal nos diferentes setores do restaurante, inclusive no sal√£o, onde atendem o p√ļblico.

Já a Secretaria de Educação da Prefeitura garante as aulas de inglês instrumental. Ao final de cada etapa, os instrutores avaliam o desempenho individual e coletivo, e os que atingem a média de aproveitamento recebem certificado de conclusão emitido pela universidade. Em nove anos de funcionamento, o restaurante-escola já formou 297 jovens em risco social, 38% dos quais integrados ao mercado de trabalho antes mesmo de concluído o curso.

Foto: Susan Hortas/PMS