PUBLICIDADE

Santos / Cotidiano

Vazamento de g√°s faz com que escola tenha que ser evacuada, em Santos

Os alunos que estavam na Unidade Municipal de Educação (UME) Irmã Maria Dolores foram levados para a UME Maria Helena Roxo, próxima do local. Não houve vítimas.

 

Foto: Arquivo / Prefeitura de Santos 

Por Vinícius Farias 

Uma escola de Santos teve que ser evacuada na tarde desta quarta-feira (20), por volta de 15h30,  após um vazamento de gás, na Rua Doutor Cochrane, no bairro Paquetá. Os alunos que estavam na Unidade Municipal de Educação (UME) Irmã Maria Dolores foram levados para a UME Maria Helena Roxo, próxima do local. Não houve vítimas.

De acordo com a Prefeitura de Santos, o acidente aconteceu durante a obra do VLT, de responsabilidade da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU). 

A Defesa Civil esteve no local e apoiou os trabalhos para conter o vazamento. Segundo a administração municipal, uma máquina escavadeira perfurou a rede de gás encanado, da Comgás, responsável pelo gás, fazendo com que ele vazasse.  O problema já foi resolvido e os reparos na rede foram iniciados. 

O Corpo de Bombeiros também foi acionado para prevenção de incêndio e isolou a área. A situação está sob controle.  

A administração municipal, por meio da Secretaria de Educação, informou que os alunos foram acolhidos na UME Maria Helena Roxo e participaram normalmente de atividades educativas. 

A empresa Comgás informou que a equipe chegou ao local às 15h35 e eliminou o vazamento.

Em nota, a EMTU disse que a equipe da construtora responsável pelas obras do VLT na região central de Santos percebeu o vazamento e acionou a Comgás, acabando com o problema. A empresa se colocou à disposição para esclarecimentos adicionais sobre o ocorrido.