PUBLICIDADE

Santos / Economia

Força-tarefa vistoria 50 quiosques na orla de Santos; um é multado

Da Redação

Um total de 50 quiosques fiscalizados e um multado. Esse √© o balan√ßo da for√ßa-tarefa que a Secretaria de Sa√ļde de Santos realizou, na tarde desta sexta-feira (15), por toda a orla da praia de Santod.

Participaram da opera√ß√£o aproximadamente 80 profissionais das se√ß√Ķes de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Sevisa), Vigil√Ęncia e Controle de Zoonoses (Sevicoz) e Controle de Vetores (Secove). Eles percorreram todos os quiosques de alimentos distribu√≠dos pela praia (seis estavam fechados no momento da a√ß√£o).

 - REVISTA MAIS SANTOS

Situado no canal 2, um quiosque foi multado em R$ 1,9 mil por falta de higiene, alimentos armazenados sem procedência e sem data de validade. Os fiscais também notificaram outros 37 estabelecimentos a realizarem melhorias.

Critérios

Entre os aspectos analisados pelas equipes, estiveram a documenta√ß√£o dos permission√°rios dos servi√ßos, a higiene na manipula√ß√£o de alimentos, os produtos com data de validade em dia, al√©m da uniformiza√ß√£o adequada e de procedimentos de preven√ß√£o √† Covid-19 como uso de m√°scaras, disponibiliza√ß√£o de √°lcool em gel para funcion√°rios e clientes, al√©m da dist√Ęncia m√≠nima de 1,5 metro entre as mesas. A a√ß√£o contou com o apoio da Guarda Civil Municipal (GCM).

“Alguns quiosques est√£o totalmente adequados, outros n√£o, principalmente em rela√ß√£o aos documentos e √† manipula√ß√£o de alimentos. Estes, n√≥s vamos notificar para fazerem o que deve ser feito. Nossa fun√ß√£o √© educar e orientar”, informa a chefe do departamento de Vigil√Ęncia em Sa√ļde de Santos, Ana Paula Valeiras.

Caso n√£o cumpram as determina√ß√Ķes, os permission√°rios podem receber multas que variam de R$ 1 a 10 mil, afirma a chefe da Sevisa, Luciane Marqu√™s.

“No caso da documenta√ß√£o irregular, eles t√™m oito dias para comparecer √† Vigil√Ęncia Sanit√°ria com os documentos atualizados. Se n√£o levarem, recebem a multa. J√° em rela√ß√£o √† condi√ß√£o dos alimentos, se observarmos irregularidades, na mesma hora descartamos no lixo”.

Arboviroses

A Sevicoz expediu 65 notifica√ß√Ķes em toda extens√£o da praia. Nenhum foco de larva de mosquito foi encontrado.

Os fiscais orientaram não apenas os permissionários, mas munícipes quanto ao descarte correto do lixo para evitar a proliferação de roedores. Também distribuíram material informativo sobre a dengue e outras doenças, causadas por mosquitos, como zika e chikungunya, com incidência muito alta no verão.

Pandemia

A chefe da Vigil√Ęncia Sanit√°ria ressaltou que, al√©m da adequa√ß√£o dos permission√°rios, os mun√≠cipes devem continuar os cuidados em rela√ß√£o a poss√≠veis aglomera√ß√Ķes nos quiosques.

“Do ponto de vista sanit√°rio, todo local de consumo de alimentos √© um ambiente cr√≠tico, porque as pessoas se aglomeram e tiram as m√°scaras para comer. Ent√£o, existe risco de contamina√ß√£o. E n√≥s pedimos que todos se atentem a isso e usem m√°scaras logo ap√≥s se alimentarem”.

Como denunciar

Qualquer morador que observar irregularidades pode formalizar a den√ļncia por meio da Ouvidoria, pelo telefone 162, de segunda a sexta-feira, das 8h √†s 18h ou pelo www.santos.sp.gov.br/ouvidoria.

Fotos: Anderson Bianchi/PMS