PUBLICIDADE

Santos / Esporte

Escola Radical de Surfe, de Santos, completa 30 anos; programação especial comemora aniversário

Da Redação

Primeira escola p√ļblica do Brasil, a Escola Radical de Surfe de Santos (Posto 2) completou nesta quarta-feira (23) anivers√°rio de 30 anos. O equipamento nasceu com prop√≥sito competitivo, mas hoje se destaca pelo olhar inclusivo, tendo j√° beneficiado mais de 32 mil alunos de todas as idades, entre eles pessoas com defici√™ncias e restri√ß√Ķes motoras.

Vinculada √† Secretaria Municipal de Esportes (Semes), a escola conta com a parceria da Blue Med Sa√ļde e atende atualmente 380 pessoas, de oito a 78 anos, com aulas de surfe e bodyboard. ‚ÄúNosso diferencial √© a diversidade do nosso p√ļblico. Atendemos idosos, crian√ßas e pessoas com todo tipo de patologia, quebrando preconceitos e barreiras sociais‚ÄĚ, explica o idealizador e coordenador Cisco Ara√Īa, que atribui o sucesso do servi√ßo aos benef√≠cios que o esporte oferece.

‚ÄúO surfe gera uma conex√£o com o oceano, a natureza e cria um forte v√≠nculo de amizades entre os praticantes, formando uma tribo onde todos se ajudam‚ÄĚ. O pequeno Gabriel, de oito anos, iniciou as aulas em outubro de 2020 e revela que pretende continuar por muito tempo. ‚ÄúGosto da sensa√ß√£o de ficar em p√© na prancha, do mar e dos professores‚ÄĚ. Pai de Gabriel, o jornalista F√°bio Maradei diz que o filho j√° queria praticar o esporte h√° algum tempo. ‚ÄúToda nossa fam√≠lia tem liga√ß√£o com o esporte. Esperamos ele completar oito anos para fazer a matr√≠cula dele aqui. O irm√£o mais novo, de seis anos, tamb√©m n√£o v√™ a hora de poder participar das aulas‚ÄĚ.

A maior parte dos alunos (150) integra o programa 50 Mais, voltado aos maiores de 50 anos. ‚ÄúNesta idade, os filhos j√° n√£o est√£o em casa, os problemas de sa√ļde aparecem, muitos ficam solit√°rios e, tudo isso junto, acaba deixando as pessoas depressivas. Ao come√ßarem as aulas de surfe, elas se redescobrem, fazem novas amizades, voltam a viver como jovens e isso combate √† doen√ßa‚ÄĚ, explica Cisco.

H√° cinco anos, a farmac√™utica Denise Mara Bombonatti faz parte da escola. No ano passado, ela passou a integrar o programa 50 mais. ‚ÄúO surfe me fez entrar em um outro universo, com novas amizades e novos prop√≥sitos. Hoje minha rotina √© toda preparada em torno do esporte‚ÄĚ.

História

Fundada em 1991, a escola tinha foco inicial competitivo para forma√ß√£o de atletas, mas tudo mudou quando um idoso de 74 anos procurou Cisco para lhe fazer uma reclama√ß√£o. ‚ÄúEle nadava no mar e veio dizer que os alunos da escola atrapalhavam sua atividade. Eu, simplesmente, fiz o convite para ele participar das aulas. Ele aceitou e adorou‚ÄĚ. Euclides Camargo, o idoso em quest√£o, foi o primeiro aluno que entrou na escola sem prop√≥sito competitivo, em 1995.

A partir da√≠ o foco da escola mudou. ‚ÄúLogo em seguida, come√ßamos a dar aulas para o Valdemir Correia, que √© cego. Ent√£o, fui cada vez mais abra√ßando outros p√ļblicos‚ÄĚ. Para que Valdemir pudesse surfar, Cisco percebeu que precisaria mudar o desenho das pranchas. ‚ÄúFui fazendo pequenas adapta√ß√Ķes. Foram dez anos at√© conseguirmos produzir uma prancha perfeita para ele‚ÄĚ.

Em 2007, foi lan√ßada a primeira prancha adaptada. Desde ent√£o, o coordenador da Escola Radical passou a desenhar e produzir esse material, que permite que pessoas com diferentes patologias possam praticar o esporte. ‚ÄúEla pode ser usada por autistas, pessoas com s√≠ndrome de Down ou dificuldades de mobilidade e vis√£o‚ÄĚ, afirma Cisco. Assim, come√ßou o projeto Sonhando Sobre as Ondas, em parceria com o Rotary Club Santos-Praia, para o fornecimento desse equipamento em todo o mundo, que j√° resultou na distribui√ß√£o de 70 pranchas em v√°rios pa√≠ses, utilizadas por cerca de 500 pessoas.

Analisando toda a trajet√≥ria, Cisco diz que n√£o poderia imaginar sua vida sem a escola de surfe. ‚ÄúEstou no lugar certo, fazendo a coisa certa. Eu gosto do esporte e de cuidar das pessoas. Aqui n√£o fa√ßo apenas um trabalho t√©cnico, √© um prop√≥sito de vida, n√£o apenas para mim, mas para todos que passam por aqui‚ÄĚ.

Programação

Para celebrar o aniversário de 30 anos, um evento especial será realizado nesta sexta (25), a partir das 8h, com a participação de alunos e surfistas convidados. Confira a programação abaixo.

8h √†s 9h ‚Äď Aloha Surfe

Forma√ß√£o circular na areia, com distanciamento social e uso de m√°scaras, com surfistas convidados, breefing hist√≥rico, descontra√ß√£o e aquecimento com m√ļsica.

9h √†s 10h30 ‚Äď Free Surfe

Alunos e convidados v√£o ao mar praticar o esporte

10h30 √†s 11h ‚Äď Mahalo Ocean

Formação circular à beira mar, com distanciamento social, para relaxar com o mantra do oceano e expressar gratidão.

11h30 √†s 12h30 – Cerim√īnia com homenagens.

Foto: Divulgação Prefeitura Municipal de Santos