PUBLICIDADE

Santos / Esporte

Jogo beneficente organizado por Narciso acontece nesta segunda-feira na Vila

Da Redação

A edição 2020 do Natal Sem Fome, tradicional jogo beneficente organizado pelo técnico Narciso desde 2005, será realizada nesta segunda-feira (28), às 16 horas, na Vila Belmiro, em Santos.

Apesar da impossibilidade da presença do público nas arquibancadas, em razão da pandemia do novo coronavírus, o evento irá arrecadar alimentos e brinquedos junto aos seus patrocinadores. E a comunidade em geral também poderá colaborar.

Basta levar um quilo de alimento não-perecível (exceto sal e açúcar) ou um brinquedo novo ou usado, mas em bom estado, à secretaria da Portuguesa Santista, localizada à Avenida Pinheiro Machado, 240, junto à entrada principal do Estádio Ulrico Mursa.

As doações podem ser feitas neste domingo e na segunda-feira, das 8 às 17 horas, e também na terça-feira (29), das 8 da manhã até meio-dia.

“Todos os alimentos e brinquedos doados pela comunidade e pelos nossos parceiros serão encaminhados antes do Ano Novo a diversas entidades assistenciais aqui da Baixada Santista”, explica Narciso, ex-zagueiro e volante do Santos entre 1994 e 2005, quando prematuramente teve que encerrar a carreira em razão de uma leucemia.

Craques solidários

Dentro de campo, o Natal Sem Fome 2020 contará com a presença de diversos nomes conhecidos do torcedor, como os ex-jogadores Léo, Renato, Alex, Marcos Assunção, Amaral, Dodô, Rodrigão, William, Gabriel e Eduardo Marques.

Atletas em atividade, que estão em férias em seus clubes, como o meia Alan Patrick, do Shakhtar, da Ucrânia, e o atacante Malcom, do Zenit, da Rússia, também são aguardados.

“Estamos há quinze anos promovendo o Natal Sem Fome e agora, por causa da Covid-19, seria a primeira vez que ele não aconteceria. Mas, com o apoio de amigos e dos nossos parceiros, além da diretoria do Santos, que novamente cedeu o estádio, conseguimos uma maneira de o evento acontecer. Sabemos que as doações deverão ser feitas em quantidade menor que nas edições anteriores, mas pelo menos conseguiremos manter a tradição e ajudar algumas das entidades que contam com a nossa colaboração todos os anos”, acrescentou Narciso.

Foto: Divulgação