PUBLICIDADE

Santos / Educação

Jovens do Arte no Dique têm aula online com ex-aluno que mora na França

 - REVISTA MAIS SANTOS

Da Redação

Jorge Santos, de 22 anos, √© m√ļsico profissional em Marselha, na Fran√ßa e ministra aula de percuss√£o inspirada em Mestre Patinho Ax√©, do tradicional grupo Il√™ Aiy√™. Ele √© ex-aluno do Instituto Arte no Dique em Santos e neste tempo de isolamento social, fez uma surpresa aos alunos. Direto da Europa mandou um v√≠deo com aula de percuss√£o.

‚ÄúNeste momento dif√≠cil em que popula√ß√Ķes de baixa renda precisam total aten√ß√£o para conseguirem superar a crise causada pela pandemia, nos comprometemos em manter o ensino das crian√ßas. Nos sentimos orgulhosos em ver o crescimento profissional de jovens que passaram pelo instituto e hoje brilham na Europa e essa retribui√ß√£o ao passar seu conhecimento para os mais novos‚ÄĚ, ressalta o presidente da ONG, Jos√© Virg√≠lio Leal de Figueiredo.

A aula compartilhada no Youtube e que voc√™ pode assistir clicando aqui tem introdu√ß√£o do professor de percuss√£o do Arte no Dique, Edson Cabe√ßa, que foi professor de Jorge. ‚ÄúO ritmo dessa aula eu aprendi com Mestre Patinho Ax√©, do grupo Il√™ Aiy√™, de forte influ√™ncia da percuss√£o no Brasil e internacionalmente‚ÄĚ, diz Jorge. O Il√™ Aiy√™ √© o primeiro bloco afro da Bahia, atuando h√° 46 anos.

Diariamente s√£o disponibilizadas online no canal do Arte no Dique as aulas das oficinas de Capoeira, Artes Visuais, Teatro, M√ļsica, Desenho, Desenho, Dan√ßa, Jogos e Brincadeiras. As aulas ser√£o postadas de acordo com o conte√ļdo program√°tico de cada curso. A disponibiliza√ß√£o online das aulas continuar√° enquanto for preciso realizar o distanciamento social sem que os alunos percam o semestre letivo.

Sobre o Arte no Dique

No dia 28 de novembro de 2002 foi lan√ßada a pedra fundamental do Instituto Arte no Dique. Passados 17 anos, mais de 15 mil pessoas, em grande parte moradores do Dique da Vila Gilda, em Santos, frequentaram as oficinas da institui√ß√£o, tiveram acesso √† cultura e √† arte. ‚ÄúCultura como um todo‚ÄĚ, como costuma dizer o presidente da ONG, Jos√© Virg√≠lio Leal de Figueiredo, j√° que o Arte no Dique trabalha, com seus colaboradores, alunos, frequentadores, parceiros, a quest√£o da cidadania. Desde a entrega semanal de leite para a comunidade, at√© as oficinas de percuss√£o (que deram in√≠cio ao projeto), viol√£o, dan√ßa, inform√°tica, customiza√ß√£o, as exibi√ß√Ķes de filmes seguidas de debates, shows. Artistas de renome como Gilberto Gil, Moraes Moreira, Sergio Mamberti, Lecy Brand√£o, Wilson Simoninha, Hamilton de Holanda, Armandinho Macedo, Luiz Caldas, Geraldo Azevedo, Luciano Quirino, entre outros, j√° se apresentaram no espa√ßo.

Diariamente, cerca de 600 pessoas participam do projeto, que tem a miss√£o de oferecer oportunidade de transforma√ß√£o e desenvolvimento humano e social a crian√ßas, adolescentes, jovens e adultos atrav√©s da participa√ß√£o da comunidade em a√ß√Ķes educativas, de gera√ß√£o de renda, meio ambiente e valoriza√ß√£o da cultura popular da regi√£o. O trabalho s√©rio, que gerou importantes resultados inclusivos, levou a institui√ß√£o a tornar-se refer√™ncia em inclus√£o social, no Brasil e no exterior, sendo convidada por diversas vezes a festivais e congressos.

Foto: Nice Gonçalvez