PUBLICIDADE

Internacional

O dia em Tóquio: Brasil fatura segunda prata no skate e vai com três às quartas do surfe

Da Agência Brasil

O momento alto do Brasil no terceiro dia de competi√ß√Ķes da Olimp√≠ada de T√≥quio (Jap√£o) foi protagonizado pela maranhense Rayssa Leal, a Fadinha, de 13 anos, que faturou a segunda medalha de prata no skate street. A primeira prata na modalidade foi conquistada na madrugada de domingo (25) pelo paulista Kelvin Hoefler.

 - REVISTA MAIS SANTOS

Foto: Breno Barros/rededoesporte.gov.br

No surfe, o pa√≠s avan√ßou √†s quartas de final com tr√™s dos quatro brasileiros que foram √† T√≥quio em busca de uma medalha in√©dita na modalidade estreante em Olimp√≠adas. A cearense Silvana Lima, o paulista Gabriel Medina e √ćtalo Ferreira voltam a competir √†s 19h (hor√°rio de Bras√≠lia) desta segunda (26) na praia de Tsurigasaki. Al√©m das quartas e semifinais, por conta da aproxima√ß√£o de uma tempestade, as finais valendo medalhas tamb√©m ocorrer√£o na sequ√™ncia, j√° na madrugada de ter√ßa (27).

√öltima estreia do v√īlei de praia feminino

A dupla Ana Patr√≠cia e Rebecca, do v√īlei de praia, estreou com vit√≥ria acachapante na noite deste domingo (25) pelo Grupo D. As brasileiras levaram 31 minutos para derrotar as quenianasMakokha e Khadambi por 2 sets a 0 (parciais de 21/15 e 21/9). Ana e Rebecca fazem o segundo jogo nesta ter√ßa (27), √†s 23h, contra Gruadina e Kravcenoka, da Let√īnia.

Primeira vitória do Badminton

O carioca Ygor Coelho, de 24 anos, estreou com pé direito no torneio individual de badminton ao derrotar Georges Julien Paul, das Ilhas Maurício, por 2 sets a 0 (parciais de 21/5 e 21/6). Atual campeão Pan-Americano, Ygor compete pela segunda vez nos Jogos Рa primeira foi na Rio 2016 . O país também é representado por Fabiana Silva em Tóquio. A brasileira foi superada ontem (25) pela ucraniana Maria Ulitina, por 2 sets a 0 (parciais de 21/14 e 22/20), na primeira partida válida pelo Grupo H.

Taekwondo

No taekwondo, o Brasil deu adeus √† competi√ß√£o neste domingo (25). A campe√£ pan-americana Milena Titoneli teve a chance de disputar o bronze, mas foi superada por 12 a 8 pela atleta Ruth Gbagi, da Costa do Marfin. Para se garantir na briga pelo bronze, Milena come√ßou vencendo Julyana Al-Sadeq, da Jord√Ęnia, mas, na sequ√™ncia, perdeu para a croata Matea Jelic. Na repescagem, Milena se garantiu na briga pelo bronze ao derrotar a haitiana Lauren Lee.

O pa√≠s tamb√©m contava com Edval Pontes, o Netinho, na categoria at√© 68 kg, e √ćcaro Miguel (at√© 80 kg), mas ambos perderam na estreia. Netinho foi superado por Hakan Recber, da Turquia, e √ćcaro n√£o passou pelo italiano Simone Alessio.

Segundo revés no handebol masculino

No handebol masculino, a seleção sofreu a a segunda derrota seguida no Grupo A, desta vez para a França por 34 a 29, na manhã desta segunda (26). O país seque com chances de classificação, já que os quatro primeiros de cada chave avançam às quartas de final. O próximo duelo será contra a Espanha, às 7h30, de quarta (28).

Natação terá brasileiros na raia esta noite

 - REVISTA MAIS SANTOS

Foto: Reprtodução/Twitter CBDA

Na manhã desta segunda (26), Fernando Scheffer assegurou presença na final dos 200 metros livre. Ele chegou em terceiro lugar na primeira semifinal, com a marca de 1min45s71, a oitava melhor entre os semifinalistas. A final será disputada às 22h43 desta segunda(26).

Outro brasileiro, Leonardo de Deus, se garantiu nas semifinais dos 200 m borboleta. Ele foi o segundo colocado em sua bateria, com o tempo de 1min53s83, a terceira melhor marca das eliminatórias e o melhor tempo de Leonardo em toda carreira. O nadador cairá na água novamente, às 23h40, para brigar por vaga na final.

V√īlei masculino segue invicto

 - REVISTA MAIS SANTOS

Foto:¬†J√ļlio C√©sar GuimarńĀes/COB

E para fechar o terceiro dia dos Jogos de T√≥quio em grande estilo, a sele√ß√£o maculina de v√īlei derrotou a Argentina, j√° no in√≠cio da tarde desta segunda (26) – j√° madrugada no Jap√£o – por 3 sets a 2. No duelo de rivais sul-americanos n√£o faltou emo√ß√£o: o Brasil conseguiu virar um placar desfavor√°vel, de dois sets a zero, e vencer no tie-break,, segundo jogo pelo Grupo B. O Brasil segue invicto na Olimp√≠ada. J√° a Argentina amarga a segunda derrota.