PUBLICIDADE

Regi√£o / Cotidiano

Praia Grande congela √°reas e n√£o permitir√° mais invas√Ķes e novas constru√ß√Ķes irregulares

Da Redação

A Prefeitura de Praia Grande deu mais um importante passo no combate as invas√Ķes e constru√ß√Ķes irregulares em √°reas de preserva√ß√£o ambiental. O Munic√≠pio j√° est√° efetuando o congelamento dos locais e, desta forma, n√£o permitir√° que novas ocupa√ß√Ķes ocorram nas 18 √°reas monitoradas.

Esta nova etapa dos trabalhos ocorre gra√ßas a utiliza√ß√£o da tecnologia como ferramenta de atua√ß√£o pelas equipes das secretarias municipais e da Comiss√£o Especial que tratar do tema. Imagens de sat√©lite e de drones mapearam os locais dando a possiblidade de uma an√°lise mais espec√≠fica, inclusive, com o n√ļmero atual de constru√ß√Ķes irregulares. O processo favorece o congelamento desses espa√ßos impossibilitando novas ocupa√ß√Ķes.

‚ÄúNa pr√°tica, a Administra√ß√£o Municipal j√° sabe quantas constru√ß√Ķes irregulares existem nessas √°reas. N√£o adianta mais nenhuma tentativa de invadir esses locais porque isso n√£o ser√° permitido. Por exemplo, se em determinada √°rea existem 10 submoradias, esse total ser√° cadastrado pela equipe da √°rea social da Secretaria de Habita√ß√£o (Sehab). No dia da for√ßa-tarefa, se encontrarmos 11 constru√ß√Ķes irregulares, essa nova ter√° o destino correto que √© a demoli√ß√£o‚ÄĚ, explicou o secret√°rio de Habita√ß√£o de Praia Grande e tamb√©m presidente da Comiss√£o Especial municipal sobre conten√ß√£o de invas√Ķes, Anderson Mendes.

Desde o in√≠cio de junho a Cidade intensificou o monitoramento de 18 √°reas da Cidade com o objetivo de evitar esta pr√°tica irregular que acaba causando diversos problemas para a popula√ß√£o, como quest√Ķes voltadas ao planejamento urbano, ambientais, sanit√°rias e de seguran√ßa p√ļblica. Os bairros que est√£o recebendo o monitoramento s√£o o Nova Mirim, Melvi, Ant√°rtica, Princesa, Ribeir√≥polis, Vila S√īnia, Tupiry, Samambaia, Esmeralda e Cidade da Crian√ßa.

For√ßas-tarefas nessas √°reas ser√£o realizadas nas pr√≥ximas semanas e meses. Al√©m das secretarias municipais de Habita√ß√£o (Sehab), Assuntos de Seguran√ßa P√ļblica (Seasp), Urbanismo (Seurb), Assist√™ncia Social (Seas), Servi√ßos Urbanos (Sesurb), tamb√©m est√£o envolvidos nessas a√ß√Ķes √≥rg√£os de seguran√ßa como a Guarda Civil Municipal (GCM), Grupamento Ambiental da Cidade, al√©m das pol√≠cias Militar, Militar Ambiental, Civil e o Radiopatrulhamento A√©reo.

‚Äú√Č importante deixar claro para as pessoas oportunistas que querem se aproveitar de forma indevida dessas √°reas que a Prefeitura de Praia Grande n√£o deixar√° isso acontecer. Todos s√£o bem-vindos na Cidade, desde que venham para c√° de forma correta e sem infringir as leis e regras‚ÄĚ, declarou a prefeita do Munic√≠pio, Raquel Chini.

Os trabalhos efetuados pela Cidade contam com um importante aliado, um sat√©lite da Pol√≠cia Federal que disponibiliza diariamente imagens das √°reas que s√£o monitoradas. O Munic√≠pio, que assinou conv√™nio do Programa Brasil MAIS ‚Äď Meio Ambiente Integrado e Seguro – com o Minist√©rio da Justi√ßa e Seguran√ßa P√ļblica (MJSP) relacionado ao servi√ßo, √© o primeiro da regi√£o a utilizar a moderna ferramenta.

O Munic√≠pio tamb√©m utiliza as c√Ęmeras do Centro Integrado de Comando e Opera√ß√Ķes Especiais (Cicoe) neste monitoramento. S√£o 28 equipamentos do tipo direcionados de forma espec√≠fica para as √°reas, algumas delas com a tecnologia OCR (sistema de reconhecimento).

Foto: Divulgação Prefeitura Municipal de Praia Grande