PUBLICIDADE

Região / Cotidiano

Praia Grande integra serviços para dar oportunidade às pessoas em situação de rua

Objetivo é oportunizar reintegração à sociedade ou ao convívio familiar.

Foto Amauri Pinilha/Arquivo

Da redação

Com a chegada dos dias frios, é comum que grupos ou pessoas de forma individual realizem ações isoladas ou frequentes em busca de dar mais qualidade de vida a quem está em situação de rua. O que muita gente não sabe é que, apesar da boa intenção, dar esmola, distribuir roupas ou alimentos não resolve a situação destas pessoas, pelo contrário, faz com que ela continue nesta condição.

Praia Grande é uma das cidades que mais têm investido em opções para dar atendimento digno às pessoas em situação de rua. O Centro POP é um dos principais serviços voltados a este público. Com o apoio de assistentes sociais, psicólogos e outros profissionais, é possível se reaproximar da família ou se reerguer na vida. A preocupação com a Saúde também faz parte das ações. Instalado no Bairro Quietude, é um dos principais serviços voltados a este público.

Com o apoio de assistentes sociais, psicólogos e outros profissionais, é possível voltar ao convívio familiar em qualquer cidade do Brasil ou se reestabelecer socialmente. O Centro POP pode direcionar para uma vaga de emprego, ajudar a retirar documentos, acessar os serviços de Saúde ou até mesmo encaminhar para o abrigo permanente, conhecido como Casa de Estar.

O Centro POP fica na Avenida Ministro Marcos Freire, nº 6.656, próximo a outros equipamentos do Município, como o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Quietude e o Abrigo Solidário Eliane Malzoni, além do PS Quietude e a sede da Guarda Civil Municipal.

Abordagem Social – O Centro POP conta ainda com um serviço de abordagem social, em que os agentes percorrem as vias da cidade para oferecer ajuda a quem está em situação de rua. O serviço é realizado ao longo de toda a semana, em horários variados. Os que aceitam ajuda são levados aos serviços do Município ou para o Abrigo Solidário, no caso das abordagens noturnas ou direcionados ao Centro POP, no caso das abordagens diurnas.

Abrigo Solidário Eliane Malzoni – Instalado no Bairro Quietude abre todos os dias, no período noturno, entre as 19h e 7h. O local conta com 60 vagas, banheiro e refeitório. O frequentador pode pernoitar com segurança no abrigo. Outras informações podem ser obtidas por meio do telefone (13) 97404-8474.

Casa de Estar – Instalada no Bairro Melvi, a Casa de Estar Ferdiano Alves de Oliveira é uma residência que atende homens e mulheres. No local é possível morar por um período, enquanto a pessoa trabalha ou se prepara para voltar para o âmbito familiar. O local conta com refeições diárias, balanceadas, camas, sanitários e lavanderia.

De acordo com a secretária de Assistência Social de Praia Grande, Gisele Domingues, o Município tem realizado ações contínuas visando a oportunidade de dar novas vidas para as pessoas em situação de rua. “Neste período de frio, buscamos intensificar as abordagens nas ruas para dar melhores condições para estas pessoas”.

Consultório na Rua – Serviço de Saúde que atende as pessoas em situação de rua em vários endereços da cidade. Consultas, exames, curativos e campanhas de vacinação fazem parte dos serviços disponíveis. O consultório instalado dentro de um veículo serve como base para o tratamento de doenças deste público, com visitas periódicas àqueles que estão em tratamento.

Fundo Social de Solidariedade – Recebe doação de alimentos, roupas, produtos de higiene pessoal e demais itens que são direcionados para as unidades que atendem pessoas em situação de rua, como o Abrigo Solidário, Casa de Estar e ONGs que realizam trabalhos com este público. O telefone de contato é 3496-5001.

Resistência – A principal dificuldade que os serviços encontram é a resistência dos que estão na rua. Muitos resistem a oferta de ajuda, pois não querem ir para os serviços pois lá precisam obedecer às regras de horário e convivência com os demais. O uso de drogas e álcool em excesso também prejudicam a socialização e aceitação de ajuda. A facilidade com que encontram dinheiro e comida nas ruas também faz com que prefiram ficar nestas condições.

Como ajudar – Quer direcionar essas pessoas para o serviço certo e dar a oportunidade de saírem das ruas e voltarem para casa? Procure pelo Centro POP, na Avenida Ministro Marcos Freire, nº 6.670, pertinho do PS Quietude ou ligue para (3496-5054).