PUBLICIDADE

Regi√£o / Meio Ambiente

PG instala novas barreiras para evitar invas√Ķes e descartes irregulares

Da Redação

Mesmo durante a pandemia, as a√ß√Ķes da Secretaria do Meio Ambiente (Sema) de Praia Grande continuam com for√ßa total, promovendo bloqueios de acesso a √°reas de preserva√ß√£o, vegetadas ou com potencial de invas√£o.

No primeiro trimestre desde ano, a equipe de fiscaliza√ß√£o ambiental da secretaria instalou 36 pe√ßas de barreiras de isolamento nos bairros Tupi e Ribeir√≥polis, afim de coibir invas√Ķes e descartes irregulares de res√≠duos, principalmente Res√≠duos da Constru√ß√£o Civil (RCC).

“Nossa equipe trabalha ativamente com o objetivo de evitar a√ß√Ķes irregulares e, por isso, estamos sempre fazendo ronda, principalmente fiscalizando √°reas de prote√ß√£o ambiental, atendendo e efetuando interven√ß√Ķes em espa√ßos que sofrem este tipo de comportamento. Trabalhamos com um cronograma de √°reas no qual nossos fiscais rodam diariamente”, explicou o respons√°vel pela Fiscaliza√ß√£o Ambiental da Sema, Luciano Mola.

Importante destacar que essas √°reas podem ser terrenos ou at√© mesmo ruas dotadas de vegeta√ß√£o que ainda n√£o foram pavimentadas porque ainda √© necess√°rio o licenciamento por parte da Prefeitura. Mas em boa parte s√£o √°reas p√ļblicas ainda n√£o utilizadas pela municipalidade que acabam sendo alvo de descartes clandestinos de entulho (RCC).

Para este tipo de intervenção e instalação de barreiras, a SEMA conta com o apoio de outras pastas municipais, que após constatar a área de bloqueio aciona a equipe do grupamento ambiental da Guarda Civil Municipal (GCM) e da Secretaria de Serviços Urbanos (Sesurb) para remover os resíduos e posteriormente fazer a instalação das barreiras.

Essas e outras a√ß√Ķes irregulares podem ser denunciadas pelos mun√≠cipes atrav√©s do telefone 153, ou ainda atrav√©s da Guarda Civil Municipal, ligando para 199.

Foto: Prefeitura de Praia Grande/Arquivo