PUBLICIDADE

Região / Polícia

São Vicente: operação conjunta realiza abordagem na bica da Linha Vermelha

Da Redação

A Fonte dos Escravos, também conhecida como bica da Linha Vermelha, no bairro Vila São Jorge, foi alvo da operação conjunta entre a Secretaria de Assistência Social (Seas), a Secretaria de Turismo (Setur) e a Guarda Civil Municipal (GCM) de São Vicente.

O objetivo foi oferecer servi√ßos de assist√™ncia √†s pessoas em situa√ß√£o de vulnerabilidade social, em particular dependentes qu√≠micos. ‚ÄúAqui √© uma √°rea de consumo abusivo de drogas e n√≥s viemos como poder p√ļblico para ofertar ajuda e os servi√ßos do munic√≠pio para essas pessoas, resgatando a dignidade delas‚ÄĚ, explica o psic√≥logo e coordenador do Centro POP, Felipe da Silva Galv√£o.

Por se tratar de uma √°rea de risco, a GCM acompanhou a a√ß√£o para respaldar o trabalho dos servidores. ‚ÄúEncontramos algumas pessoas no local e uma mulher abordada teve seu registro apontado no sistema como procurada pela pol√≠cia. Ela foi encaminhada √† delegacia e como era foragida da justi√ßa, ficou detida. Esse respaldo para as secretarias √© rotineiro‚ÄĚ, afirma Paulo Coelho, comandante da GCM.

A Secretaria de Turismo (Setur) acompanhou a opera√ß√£o para verificar o estado do monumento. ‚ÄúA Fonte dos Escravos √© um local que remete ao s√©culo XIX, ao per√≠odo colonial e imperial. Os africanos escravizados procuravam ref√ļgio aqui. Existem registros anteriores de que este era um ponto de abastecimento dos ind√≠genas e colonizadores que faziam o trajeto do Peabiru, trilha que liga o Brasil ao Peru‚ÄĚ, explica Bruno Santos de Medeiros, secret√°rio adjunto do Turismo. A ideia da Prefeitura a recupera√ß√£o do monumento hist√≥rico como parte do processo de revitaliza√ß√£o da regi√£o.

Foto: Divulgação Prefeitura Municipal de São Vicente