PUBLICIDADE

Região / Polícia

Suspeito de envolvimento na morte de paciente em hospital de Guarujá é preso

Da Redação

A Polícia Civil realizou uma operação contra o tráfico de drogas nesta quinta-feira (19) no Guarujá. E ela resultou na prisão de um dos suspeitos de matar um paciente dentro do Hospital Santo Amaro (HSA). Outras 10 pessoas também foram detidas na operação, que cumpriu mandados de prisão e busca e apreensão.

Segundo a Pol√≠cia Civil, a opera√ß√£o teve in√≠cio √†s 5h e participaram da a√ß√£o, aproximadamente 80 policiais, com o apoio dos gentes das Unidades Policiais da Delegacia Seccional de Pol√≠cia de Santos, da Divis√£o Especial de Investiga√ß√Ķes Criminais (DEIC) do Deinter 6. Al√©m disso, policiais do Departamento de Opera√ß√Ķes Policiais Estrat√©gicas – DOPE/SP, tamb√©m estiveram presentes.

Os trabalhos se concentraram em bairros e comunidades de Guarujá, como a Vila Edna, Caminho São Sebastião e Morro do Macaco Molhado. E justamente na Vila Edna foi encontrado o homem apontado por participar diretamente da execução do paciente dentro do Hospital Santo Amaro.

Outro preso durante a opera√ß√£o foi um homem acusado de matar a marteladas um capit√£o da Pol√≠cia Militar aposentado. O crime aconteceu no Caruara, √Ārea Continental de Santos.

Ainda nesta opera√ß√£o, tr√™s suspeitos de integrarem uma quadrilha acusada de fazer roubos por meio do Pix tamb√©m foram presos. Eles teriam furtado cerca de R$ 2,5 milh√Ķes.

Mais a√ß√Ķes

Seguindo no Guaruj√°, mas no bairro Santa Cruz dos Navegantes, a Pol√≠cia descobriu um im√≥vel batizado de “barraco bomba”. O motivo do nome se deve ao encontro de 17,7 kg de drogas. Ao todo foram apreendidos 5,6 kg de coca√≠na, 635 g de maconha, 11.5 g de lol√≥, entre outros entorpecentes.

E na Vila Baiana, um homem foi preso em flagrante por tráfico de drogas. Contudo, ele já era procurado por outros crimes. Com ele foram apreendidos 2,4 kg de drogas, entre maconha e cocaína.  Além disso, o infrator também utilizava relógios de ouro e uma correntinha. A suspeita é de que essas joias tenham sido roubadas no assalto à joalheria do Carrefour.

Foto: Divulgação Polícia Civil