PUBLICIDADE

Região / Polícia

Suspeito morre no Guarujá e Operação Verão chega a 56 mortos

¬†O caso ocorreu na tarde desta sexta-feira (29), na Rua Maur√≠cio de Louren√ßo, no bairro Santa Rosa. Segundo a Secretaria de Seguran√ßa P√ļblica de S√£o Paulo (SSP), o indiv√≠duo apontou uma arma para os agentes.¬†

 

Foto: Guarujá Mil Grau 

Da redação 

Um homem, de 22 anos, ainda n√£o identificado, morreu durante uma troca de tiros com agentes do 6¬į Batalh√£o de A√ß√Ķes Especiais de Pol√≠cia (Baep) na tarde desta sexta-feira (29), na Rua Maur√≠cio de Louren√ßo, no bairro Santa Rosa, em Guaruj√°. Com isso, a Opera√ß√£o Ver√£o chegou a 56 mortos em confronto com a pol√≠cia.¬†

De acordo com a Secretaria de Seguran√ßa P√ļblica de S√£o Paulo (SSP), a equipe do Baep verificava uma den√ļncia sobre tr√°fico de drogas, quando se deparou com o homem armado, com uma pistola. Ele tamb√©m estava com uma sacola e um r√°dio comunicador. Ao perceber a aproxima√ß√£o da pol√≠cia, o suspeito tentou fugir e apontou a arma na dire√ß√£o dos agentes, que reagiram e atingiram o indiv√≠duo.¬†

O Servi√ßo de Atendimento M√≥vel de Urg√™ncia (Samu) foi acionado e constatou a morte dele no local. Segundo a SSP, com ele, foram apreendidos uma pistola .40, um r√°dio comunicador e 379 por√ß√Ķes de drogas, incluindo maconha, coca√≠na, crack e haxixe, que estavam dentro da sacola. Exames periciais foram solicitados e o caso registrado como tr√°fico de entorpecentes, posse ou porte ilegal de arma de fogo, morte decorrente de interven√ß√£o policial e leg√≠tima defesa na Delegacia de Guaruj√°.

3¬į fase da Opera√ß√£o Ver√£o

Durante a Opera√ß√£o Ver√£o na Baixada Santista, iniciativa voltada ao combate √† criminalidade e a garantia da seguran√ßa da popula√ß√£o, 1.047 suspeitos foram presos, incluindo 429 procurados pela Justi√ßa. Al√©m disso, foram apreendidos 2,5 toneladas de drogas e 118 armas ilegais, incluindo fuzis de uso restrito. At√© o momento, 56 pessoas morreram em confronto com a pol√≠cia. Segundo a SSP, todos os casos de mortes em confronto s√£o rigorosamente investigados pela Pol√≠cia Civil e Militar, com acompanhamento do Minist√©rio P√ļblico e Poder Judici√°rio.

A a√ß√£o policial foi desencadeada no dia 18 de dezembro do ano passado. Por√©m, a 2¬į e 3¬į fase dela, que desencadeou um grande refor√ßo policial, aconteceram ap√≥s a morte do soldado da Rota, Samuel Wesley Cosmo, no dia 2 de fevereiro, em Santos. Ka√≠que Coutinho do Nascimento, conhecido como ‚ÄúChip‚ÄĚ, de 21 anos, foi preso em Uberl√Ęndia, Minas Gerais, e √© acusado de matar o agente.