PUBLICIDADE

Região / Polícia

Três homens morrem em São Vicente e Operação Verão chega a 43 mortos

Dois indivíduos morreram no Dique do Sambaiatuba. O outro suspeito morreu no bairro Itararé. 

 

Vídeo: Reprodução 

Da redação 

Três homens morreram em confronto com a polícia entre a noite desta segunda-feira (11) e a madrugada desta terça-feira (12), em São Vicente. Com isso, a Operação Verão chegou a 43 mortos. 

Dique do Sambaiatuba 

Dois suspeitos morreram em uma regi√£o de palafitas, na Avenida Sambaiatuba, na Comunidade Dique do Sambaiatuba, no bairro J√≥quei Clube, no in√≠cio da noite de segunda-feira (11). De acordo com a Secretaria de Seguran√ßa P√ļblica de S√£o Paulo (SSP), policiais do Batalh√£o de A√ß√Ķes Especiais de Pol√≠cia (Baep) faziam uma opera√ß√£o no local, que √© conhecido como ponto de tr√°fico de drogas, quando ouviram tiros.¬†

Quando os PMs chegaram ao rio que divide o Dique do Sambaiatuba (São Vicente) e o Caminho da Divisa (Santos), viram dois homens armados atravessando pela água. Ao ver os policiais, os criminosos apontaram as armas na direção dos agentes, que reagiram. Houve troca de tiros e os indivíduos foram baleados. Eles foram levados para o Pronto Socorro de São Vicente, mas não resistiram. Outro homem, que atirou contra os policiais, conseguiu fugir. 

Segundo a SSP, um dos suspeitos mortos cumpria pena desde 2022 em regime aberto. Ele respondia por tr√°fico de drogas e porte ilegal de arma de uso restrito. O outro saiu da pris√£o em 2018 e tinha passagens por tr√°fico de drogas, roubo, furto e porte ilegal de arma de uso restrito. Ainda de acordo com A SSP, a pol√≠cia localizou dentro da √°gua uma pistola e uma sacola com mais de mil por√ß√Ķes de entorpecentes. Todas as circunst√Ęncias dos fatos j√° est√£o sendo apuradas.

Itararé

O caso ocorreu na madrugada desta ter√ßa-feira (12), por volta de 0h40.¬†Policiais militares foram acionados ap√≥s receberem uma den√ļncia an√īnima que apontava para a localiza√ß√£o de um integrante da maior organiza√ß√£o criminosa do Estado, no bairro Itarar√©.

O denunciante informou que o homem tinha uma pistola em casa e havia recebido a missão de matar três PMs, como vingança pela morte de um criminoso, em Santos.

Os PMs foram até o apartamento indicado e foram recebidos pelo suspeito. Ao notar que se tratava de policiais, ele resistiu à prisão e apontou uma pistola na direção dos agentes, que intervieram. O homem foi atingido e levado ao Hospital Vicentino, mas não resistiu. A arma e o aparelho celular dele foram apreendidos e encaminhados para a perícia, bem como a arma dos policiais.

Conforme o √≥rg√£o estadual, ele tinha passagem por roubo, associa√ß√£o criminosa, recepta√ß√£o e porte ilegal de arma. O caso foi registrado como morte decorrente de interven√ß√£o policial e tentativa de homic√≠dio na Delegacia de S√£o Vicente. Todas as circunst√Ęncias dos fatos tamb√©m ser√£o investigadas.¬†

3¬į fase da Opera√ß√£o Ver√£o

Foto: Reprodução

 

Durante a Opera√ß√£o Ver√£o na Baixada Santista, iniciativa voltada ao combate √† criminalidade e a garantia da seguran√ßa da popula√ß√£o, 891 suspeitos foram presos, incluindo 344 procurados pela Justi√ßa. Al√©m disso, foram apreendidos 653,5 quilos de drogas e 90 armas ilegais, incluindo fuzis de uso restrito. At√© o momento, 43 pessoas morreram em confronto com a pol√≠cia. Segundo a SSP, todos os casos de mortes em confronto s√£o rigorosamente investigados pela Pol√≠cia Civil e Militar, com acompanhamento do Minist√©rio P√ļblico e Poder Judici√°rio.

A a√ß√£o policial foi desencadeada no dia 18 de dezembro do ano passado. Por√©m, a 2¬į e 3¬į fase dela, que desencadeou um grande refor√ßo policial, aconteceram ap√≥s a morte do soldado da Rota, Samuel Wesley Cosmo, no dia 2 de fevereiro, em Santos. Ka√≠que Coutinho do Nascimento, conhecido como ‚ÄúChip‚ÄĚ, de 21 anos, foi preso em Uberl√Ęndia, Minas Gerais, e √© acusado de matar o agente.